Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Sete homens são presos por exploração ilegal de minério em Minas Gerais

Os suspeitos também foram multados em R$330 mil

Sete homens foram presos durante uma operação da Polícia Militar do Meio Ambiente, que desarticulou um esquema de exploração ilegal de minério, em Barão de Cocais, na Região Central de Minas Gerais.

A ação foi realizada após uma investigação feita pelo setor de inteligência da PM, como detalhou o Sargento Vinicius Mendes.

“Com as informações que nós obtivemos com o setor de inteligência do batalhão de Meio Ambiente nós conseguimos prender sete autores, que estavam realizando a extração no local, além da apreensão de três caminhões, que estavam sendo carregados, e duas máquinas, que trabalhavam na escalação e no carregamento desses veículos. Havia também uma moto no local com o indivíduo que fazia a coordenação da operação, essa moto também foi apreendida e decorrente dessa dessa atividade gerou uma multa de aproximadamente R$330 mil”.

Os homens utilizaram o maquinário pesado para fazer a extração do minério sem qualquer licenciamento ambiental e desmatando sem autorização uma verde de mais de três mil metros quadrados.

Os presos foram trazidos para uma delegacia da Polícia Federal em Belo Horizonte e vão responder por vários crimes.

“Esse tipo de atividade é considerado um crime Federal, que está na lei 9.605 dos crimes ambientais. Em princípio eles podem estar concorrendo no artigo 55 e 60, que seria funcionário atividade de potencialmente poluidora sem Licença e também a lavra sem sem autorização. Tem alguns outros crimes que eles podem estar concorrendo também, mas isso aí é o delegado que vai definir durante o processo”.

Após a ação dessa quarta-feira, o serviço de inteligência da PM continua monitorando outros locais que podem estar sendo explorados ilegalmente. Novas prisões podem ocorrer e mais multas podem ser aplicadas contra pessoas envolvidas com essa prática criminosa.

Repórter de política na Rádio Itatiaia. Começou no rádio comunitário aos 14 anos. Graduou-se em jornalismo pela PUC Minas. Em Belo Horizonte, teve passagens pelas rádios Alvorada, BandNews FM e CBN. No Grupo Bandeirantes de Comunicação, ocupou vários cargos até chegar às funções de âncora e coordenador de redação na BandNews FM BH. Cobriu as tragédias ambientais da Samarco, em Mariana, e da Vale, em Brumadinho. Vencedor de 8 prêmios de jornalismo. Em 2023, venceu o Prêmio Nacional de Jornalismo CNT.
Leia mais