Ouça a rádio

Compartilhe

Idosa de 63 anos é resgatada após 32 anos de trabalho análogo à escravidão em Nova Era

De acordo com o Ministério do Trabalho, a vítima nunca recebeu salário e não tinha carteira assinada 

Idosa de 63 é resgatada após 32 anos de trabalho análogo à escravidão em Nova Era

Uma mulher de 63 anos foi resgatada em Nova Era, na Região Central de Minas, após trabalhar por 32 anos em regime análogo à escravidão. Conforme informações do Ministério do Trabalho, a vítima trabalhava em duas casas, no mesmo lote, cuidando de outros dois idosos e fazendo atividades domésticas.

Sem nunca receber salário, a idosa não tinha carteira assinada, nunca recebeu férias, décimo terceiro ou qualquer outro benefício. A vítima não tinha jornada de trabalho fixo, nem descanso aos finais de semana ou férias.

A operação do Ministério do Trabalho foi realizada entre os dias 5 e 7 de julho e contou também com a participação da equipe multidisciplinar da Assistência Social do município e da Polícia Militar.

A vítima foi levada aos cuidados dos familiares e encaminhada para acompanhamento pela Assistência Social do munícipio.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store