Ouça a rádio

Compartilhe

Artesanato movimenta cidades históricas e vendas aumentam 30% durante o inverno

As cidades centenárias de São João del-Rei e Tiradentes são conhecidas pelo artesanato e monumentos históricos

A charmosa Tiradentes, na região Central de Minas, atrai turistas que adoram o frio e o artesanto

O frio é uma das épocas do ano que os turistas mais gostam. Em Minas Gerais, as cidades históricas atraem brasileiros e estrangeiros que buscam culinária, artesanato e monumentos históricos. A Itatiaia apresenta a segunda parte da série especial Na Rota do Frio, produzida pelo repórter João Felipe Lolli com imagens da produtora multimídia Naice Dias que visitaram as cidades de São João del-Rei e Tiradentes, ambas na região do Campo das Vertentes.

A cidade de São João del-Rei tem 90 mil habitantes e está a 900 metros acima do nível do mar. Na praça principal da cidade, em frente à histórica igreja de São Francisco de Assis, obra de Aleijadinho inaugurada no início do século 19, a equipe encontrou uma família inteira de turistas, todos do sul de Minas. O professor Ângelo Guersoni, de 45 anos, destaca a importância da retomada dos passeios depois de dois longos anos de pandemia.

"Trouxemos o meu pai e a minha mãe pra um passeio depois de dois anos de pandemia, já que eles ficaram trancados em casa todo esse tempo. Viemos conhecer as igrejas, os casarões, as ruas, os pontos históricos."

Um dos pontos fortes de São João é o artesanato. Sérgio Ramos produz peças desde 1985 e emprega oito funcionários e praticamente 90% do que ele vende é produção própria. Segundo ele, durante o inverno, as vendas aumentam 30%.

"Além de se preparar pro frio, agasalhar, eles também querem aquecer o ambiente. Então, proporcionar esse calor humano é uma coisa boa, né? E isso ele acha no artesanato, ainda mais o meu aqui que tem tudo ligado à cozinha mineira, à cultura mineira. Então eu percebo um fluxo melhor."

O diretor da Associação Comercial de São João Del Rey, Luis Paulo, também comemora a temporada de frio e revela boas expectativas depois de dois anos de restrições por conta da pandemia.

"Aqui está fazendo frio, a coisa só está apertando e é no frio que fica mais legal. Com o frio, tem vindo bastante gente que gosta das confecções daqui, a produção de malha, o artesanato bacana e não só em São João como na região toda. Eu tenho sentido que os bares estão enchendo à noite. Então, um fondue com vinho ou uma cachaça é uma pedida pra essa época. Frio é bem-vindo."

Tiradentes

Ao lado de São João está a pequena e charmosa Tiradentes. São apenas 10 quilômetros entre as duas cidades. Para Belo Horizonte, a distância é de 200 quilômetros.

Tiradentes tem mais de 300 anos de história, todos eles bem preservados num lindo centro histórico – cercado por bares e restaurantes, com boa comida, bebidas variadas e música ao vivo. São menos de 10 mil habitantes, população que pode até dobrar com o fluxo de turistas. Por lá, a equipe encontrou duas histórias incríveis, todas eles bem longe de Minas Gerais.

Um desses turistas é Matheus, sobrinho-neto de Ariano Suassuna o renomado escritor pernambucano autor da obra prima "O Auto da Compadecida". Matheus mora há 15 anos em Minas Gerais, sendo 12 deles em Ipatinga, no Vale do Rio Doce. Pernambucano de nascença, Matheus, a esposa Mayrone e o filho João Lucas, de cinco anos, foram curtir o frio.

"Escolhemos uma pousadinha com vista pra montanha, né? Nós escolhemos um um restaurante com uma lareira, né? Com aquecedor e vamos tomar um vinho."

Já os turistas Tiago e a Vanessa são advogados e pais da Alice, de 4 anos. Eles moram em Campo Bom, na região metropolitana de Porto Alegre. Mesmo acostumados às baixas temperaturas do sul do Brasil, foram pegos de surpresa pelo frio de Tiradentes.

"Tanto é que não tinha roupa suficiente pra esse frio todo. Acabou a roupa. Viemos pra Minas pra conhecer as cachaçarias e agora com esse frio ela ficou mais conveniente ainda, né? Pra esquentar uma boa cachaça e buscar pratos mais pesados, uma massa, carnes. Aqui em Tiradentes, pelo que eu estou vendo, as opções são variadas."

A próxima parada da equipe da Itatiaia será em Bichinho.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido