Ouça a rádio

Compartilhe

Jovem não aceita ser advertido pela avó por quebrar vidro de janela e a mata com 35 facadas em Formiga

A idosa chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu

Viatura da PM perseguindo jovem

Um jovem, de 23 anos, foi preso suspeito de matar a avó, de 70, a 35 facadas em Formiga, no Centro-Oeste de Minas Gerais, nessa quinta-feira (26), após ela chamar atenção dele por ter quebrado um vidro da janela da casa onde moram. O crime ocorreu na rua Rua Fidelis Marinho da Costa, no bairro Santa Luzia. 

Em relato à Polícia Militar (PM), o marido da idosa disse que ao perceber que o neto estava armado com duas facas, pediu para ela correr. Porém, o jovem conseguiu alcançá-la e golpeou na rua. 

Após rastreamento, os militares conseguiram encontrá-lo. Em um vídeo registrado por uma câmera de segurança, é possível ver o neto em fuga ainda com uma das facas em mãos. De acordo com a PM, ele tentou fugir em direção a um matagal que fica nas proximidades do bairro. 

Ainda conforme a polícia, o suspeito tentou resistir à prisão “de forma agressiva”, mas foi contido, algemado e preso. A faca também foi apreendida. 

O avô do suspeito contou que ele possui problemas mentais e que ficou enfurecido após a idosa chamar atenção dele. O idoso disse ainda que tentou segurar o jovem, mas não conseguiu. 

A vítima chegou a ser socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para a UPA, mas, devido aos ferimentos, ela não resistiu e morreu. O médico da idosa confirmou que ela foi atingida por cerca de 35 golpes de faca. 

O jovem foi preso e levado para a Delegacia de Polícia Civil. Em nota, a instituição explicou que o jovem “teve a prisão em flagrante ratificada pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe e, após os trabalhos de polícia judiciária, seguiu para o sistema prisional, onde segue à disposição da justiça”. 

Veja a nota na íntegra:

“Em relação ao homicídio de uma idosa, de 70 anos, em Formiga, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), assim que acionada, deslocou a perícia criminal e policiais civis da Delegacia de Homicídios ao local para realizar os primeiros levantamentos e coletar vestígios do crime. O corpo da vítima foi encaminhado ao Posto Médico-Legal para os exames cabíveis e o homem, de 23 anos, à Delegacia de Plantão. Ele foi ouvido e teve a prisão em flagrante ratificada pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe e, após os trabalhos de polícia judiciária, seguiu para o sistema prisional, onde segue à disposição da justiça”.


Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido