Ouça a rádio

Compartilhe

Banco Central lança moedas comemorativas dos 200 anos da Independência

Moedas são destinadas a colecionadores e terão tiragem limitada; veja modelos

Moedas comemorativas foram lançadas pelo Banco Central

O Banco Central lançou, nesta terça-feira (26), moedas comemorativas para celebrar os 200 anos da Independência do Brasil, no dia 7 de setembro. Uma será de cuproníquel, com valor de venda de R$ 34, e a outra de prata, com custo de R$ 420. As moedas serão comercializadas pelo site do Clube da Medalha da Casa da Moeda do Brasil.

"As duas moedas nos contam momentos decisivos da história do Brasil e marcam a efeméride de 200 anos da Independência", destacou a diretora de Administração do BC, Carolina Barros, em evento online de lançamento das moedas comemorativas.

A primeira moeda é feita de cuproníquel e será a primeira do País com aplicação de cor. A moeda retrata o Grito da Independência, conforme o quadro do artista Pedro Américo que ilustrou o momento histórico em que D. Pedro I declarou a separação do Brasil de Portugal, às margens do Rio Ipiranga. No verso, há a primeira estrofe do Hino da Independência e uma faixa com o verde e amarelo da bandeira nacional. "Essas cores são provenientes das casas de Bragança e Habsburgo e foram usadas na Bandeira do Brasil desde o Primeiro Império, tornando-se um símbolo nacional", destacou o BC, em nota.


A outra moeda é de prata e apresenta outro momento importante do processo de independência: a sessão do Conselho de Estado, presidida pela princesa D. Leopoldina, na qual foi tomada a decisão de enviar cartas a D. Pedro I aconselhando-o a romper com a Coroa portuguesa. O metal também tem no verso o trecho do Hino da Independência.


Inicialmente, serão cunhadas 10 mil de cuproníquel, com tiragem máxima de 40 mil unidades. O valor de face é de R$ 2 e o preço de venda será de R$ 34. Já a moeda de prata tem valor de face de R$ 5 e preço de venda de R$ 420. A tiragem inicial é de 5 mil moedas, podendo chegar a 20 mil unidades.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store