Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Por temor de protestos, Botafogo tem saída do Nilton Santos com policiamento reforçado

Equipe carioca ficou no empate com o Santos e desperdiçou chance de assumir liderança provisória

Botafogo deixou o estádio com policiamento reforçado

Botafogo deixou o estádio com policiamento reforçado

Matheus Dantas / Itatiaia

Com temor por protestos após o empate com o Santos, o policiamento foi reforçado no Setor Norte do Estádio Nilton Santos, por onde jogadores e dirigentes deixaram o local neste domingo (26). Um grupo de torcedores se concentrou em frente à saída, na Rua das Oficinas, mas não houve incidentes.

Mais de 80 policiais militares e viaturas foram deslocadas para o local, a pedido do clube, após o empate em 1 a 1 pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro e caiu para a terceira posição da tabela.

A maior parte dos atletas deixou o estádio em seus carros particulares. Assim como tem acontecido nas últimas partidas, nenhum jogador passou pela zona mista, deixando o Nilton Santos sem atender aos jornalistas.

Nas últimas semanas, torcidas organizadas do Botafogo já estiveram na porta do CT Lonier, onde conversaram com Joel Carli e Marçal. Mais recentemente, muros do Nilton Santos foram pichados com críticas ao elenco e a John Textor, proprietário da SAF alvinegra.

Após liderar o Brasileirão por 30 rodadas, o Botafogo perdeu o primeiro lugar e, agora, tem ameaçada a vaga direta para a Libertadores de 2024. O próximo compromisso do time é na quarta (29), contra o Coritiba, no Couto Pereira.

Jornalista e correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Apaixonado por esportes, pela arquibancada e contra torcida única.
Jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Responsável por acompanhar o dia a dia de Corinthians e Santos pela Itatiaia Esporte. Passagem também como repórter do portal Meu Timão
Leia mais