Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Vídeo: mãe mineira faz vaquinha para trazer filho nascido em Israel para o Brasil

Itay, de 12 anos, não conseguiu embarcar no voo de repatriação por não possuir passaporte brasileiro; família arrecada doações e planeja leilão virtual

Uma mineira nascida em Uberlândia, na região do Triângulo, tenta trazer o filho, que está em Israel, para o Brasil. O menino de 12 anos nasceu no Estado Judeu e não possui passaporte brasileiro, por isso não pode vir para o Brasil nos aviões de repatriação enviados pelo Governo Federal.

Évora Luanda Cantalogo Elimelech mora atualmente na Bahia, mas tem família em Campos Altos, . O filho dela, Itay, mora com a irmã e o pai em Israel, onde nasceu. A irmã dele conseguiu embarcar e chega ao Brasil ainda nesta sexta (27). Já Itay não conseguiu embarcar nos aviões de repatriação por não possuir passaporte brasileiro.

Em entrevista à Itatiaia, Évora afirmou que tem tentado fazer o documento, mas os serviços consulares estão suspensos até que “novas instruções sejam fornecidas pelo governo local”. A situação preocupa a família, já que Israel iniciou uma invasão por terra e, ao que tudo indica, a guerra entre o Estado Judeu e o grupo terrorista Hamas deve se intensificar daqui para frente.

Campanha para pagar passagem

Familiares e amigos de Itay tentam arrecadar doações para conseguir comprar a passagem de Israel para o Brasil. O bilhete custa quase 2 mil euros, valor que supera a marca dos R$ 10 mil. A família tem recebido doações por meio do Pix, além de planejarem realizar um leilão virtual na próxima terça-feira (31) para arrecadar fundos. Quem quiser mais informações, pode acessar o grupo de Whatsapp da campanha.

Jornalista formado pela UFMG, com passagens pela Rádio UFMG Educativa, R7/Record e Portal Inset/Banco Inter. Colecionador de discos de vinil, apaixonado por livros e muito curioso.
Leia mais