Ouvindo...

Times

Bloqueio de massas de ar interferem no ‘La Niña’ e Brasil pode ter inverno mais quente

La Niña irá trazer temperaturas mais amenas para o Brasil, mas terá interferência de bloqueios de massas de ar

Com a chegada do inverno, o fenômeno ‘El Niño’ entra em situação de normalidade e dá espaço para a ‘La Niña’ que promove o esfriamento das águas do Pacífico. Contudo, apesar da amenização das temperaturas provocadas pelo fenômeno, bloqueios de massas de calor podem fazer com que as temperaturas do inverno sejam mais quentes em algumas cidades do Brasil.

Conforme informações do Climatempo, as temperaturas podem aumentar entre 1°C e 3°C no inverno da região Centro-oeste. Entretanto, esse cenário não será refletido nas outras regiões brasileiras, em entrevista ao portal Uol, Vinícius Lucyrio, afirmou que o bloqueio não deverá influenciar muito as temperaturas do Norte e do Nordeste.

Leia também

De acordo com o meteorologista, quase todas as regiões oceânicas do planeta aqueceram e estão registrando temperaturas acima da média. “Então, nesse primeiro momento, entre junho, julho e agosto, teremos o domínio de grandes massas de ar quente e seco sobre vastas áreas do país, como centro-oeste e sul-oeste, e essas massas de ar seco, por vezes, atuam como bloqueios, impedindo o avanço de frentes frias pelo interior do Brasil”, explicou.

Contudo, no Sul e no Sudeste as frentes frias podem avançar e devem fazer as temperaturas caírem.


Participe dos canais da Itatiaia:

Ana Luisa Sales é estudante de jornalismo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Na Itatiaia desde 2022, já passou por empresas como ArcelorMittal e Record TV Minas. Atualmente escreve para as editorias entretenimento, curiosidades e cidades.
Leia mais