Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Caixa libera FGTS para trabalhadores afetados pelas chuvas no Rio Grande do Sul; veja como

Moradores podem sacar até R$ 6.220; 147 pessoas morreram

Moradores de mais seis municípios do Rio Grande do Sul já podem solicitar a partir de hoje (14) o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por calamidade. Confira a lista dos municípios estão com período de saque aberto

  • Agudo,
  • Anta Gorda,
  • Bom Retiro do Sul,
  • Candelária,
  • Encantado,
  • Esteio,
  • Farroupilha,
  • Feliz,
  • Guaíba,
  • Jaguari,
  • Nova Palma,
  • Nova Santa Rita,
  • Portão,
  • Porto Alegre,
  • Porto Xavier,
  • Rolante,
  • Santa Tereza,
  • São Marcos,
  • São Sebastião do Caí,
  • Sobradinho,
  • Taquara e
  • Triunfo.

Conforme previsto no decreto, o saque pode ser realizado pelos trabalhadores residentes nas áreas afetadas indicadas pela Defesa Civil dos municípios reconhecidos pelo Governo Federal. Assim, com o reconhecimento do estado de calamidade pública ou situação de emergência por Portaria do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, o município deve apresentar à CAIXA a lista com os endereços das áreas afetadas pelo desastre.

Como acessar

Para ter acesso ao recurso, é necessário que o trabalhador possua saldo na conta do FGTS. De acordo com o decreto, não há mais prazo mínimo de 12 meses entre o último e o novo saque na modalidade Calamidade para os residentes nos municípios habilitados do Rio Grande do Sul no mês de maio. O valor máximo para retirada é de R$ 6.220,00 por conta vinculada, limitado ao saldo da conta.

Tragédia em números

Segundo a Defesa Civil, as fortes chuvas que atingem o estado gaúcho, desde o dia 29 de abril, já afetaram mais de 2,1 milhões de pessoas.

De acordo com os dados mais atualizados, são 147 mortos, 127 desaparecidos e 806 feridos.

Novas chuvas

Com a previsão de novas chuvas, a Defesa Civil Estadual estima que o nível do rio Guaíba chegue a aproximadamente 5,5 a 5,6 metros em Porto Alegre já nesta terça-feira (14).

A projeção é ainda maior que o recorde anterior, quando o rio alcançou os 5,33 metros no dia 6 de maio.

O perigo é que os níveis dos rios devem subir rapidamente e superar as cotas de inundação, especialmente nas bacias dos rios Caí e Taquari, e posteriormente chegando no Jacuí (chamado de Guaíba na capital gaúcha). Nos rios Gravataí e Sinos a expectativa é de elevação, mas as águas também devem descer rumo ao Guaíba.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Formou em jornalismo pela PUC Minas e trabalhou como repórter do caderno de gerais do jornal Estado de Minas. Na Itatiaia, cobre principalmente Cidades, Brasil e Mundo.
Leia mais