Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Jovem tatuado com a frase ‘eu sou ladão e vacilão’ é preso pela terceira vez

Ruan Rocha Silva, de 24 anos, foi detido com um comparsa após furtar casa em São Paulo, nesta quarta-feira (27)

Ruan Rocha Silva, que ficou conhecido por ter a frase “eu sou ladrão e vacilão” tatuada na testa em 2017, foi preso pela terceira vez, nesta quarta-feira (27), na cidade de São Paulo.

O jovem de 24 anos foi preso em flagrante por furto a uma residência no Parque Ipê, na zona oeste da capital paulista, na companhia de outro suspeito. O crime aconteceu por volta das 13h, segundo a Polícia Militar de SP.

A PM informou a Itatiaia que um notebook, uma quantia em dinheiro em espécie, um certificado digital, uma carteira, documentos e cartões bancários foram roubados no local. A ocorrência foi registrada pelo 89º Distrito Policial (Jardim Taboão).

Em 2019, o mesmo suspeito foi detido por furtar um celular em uma Unidade de Saúde de São Bernardo do Campo (SP) e condenado pela Justiça a 4 anos de prisão em regime semiaberto.

Ele foi novamente preso em 2022 após tentar furtar um apartamento, sob efeito de crack, no município de Cotia, na Grande São Paulo.

Leia também

“Eu sou ladrão e vacilão”

Quando tinha 17 anos, Ruan Rocha Silva foi tatuado a força por dois homens que o acusaram de tentar furtar uma bicicleta em São Bernardo do Campo (SP). O vídeo deles expondo a situação foi amplamente divulgado nas redes sociais, em 2017.

O caso ganhou as manchetes de todo o Brasil na época e gerou revolta pela condição no qual o menor de idade havia sido submetido, comparada a um ato de tortura.

A dupla responsável pela tatuagem foi condenada à prisão por lesão corporal gravíssima e constrangimento ilegal. Um deles era tatuador profissional.

Com toda a comoção, o jovem conseguiu levantar recursos para remover a frase por meio da ajuda de uma vaquinha online e voluntária.

No entanto, o tratamento nunca chegou ao fim por opção da vítima, que deixou de comparecer nas sessões.

Nas fotos divulgas pela PM nesta quarta-feira (27), é possível que algumas letras da tatuagem continuam nitidamente marcadas em sua testa, apesar de boa parte da frase ter sido removida.

Veja a nota a Polícia Militar de São Paulo na íntegra:

“A Polícia Militar prendeu dois homens, de 24 e 33 anos, em flagrante por furto a residência, na tarde desta quarta-feira (27), por volta das 13h, na Rua Odon de Cluny, no Parque Ipê, na zona oeste de São Paulo. Um notebook, uma quantia em dinheiro, um certificado digital, uma carteira, documentos e cartões bancários foram levados. Dois celulares foram apreendidos. A ocorrência está sendo registrada pelo 89º Distrito Policial (Jardim Taboão) e demais detalhes serão fornecidos ao término do registro”.

*

Participe dos canais da Itatiaia:

Formado em Jornalismo pela UFMG, com passagens pelo jornal Estado de Minas/Portal Uai. Hoje, é repórter multimídia da Itatiaia.
Leia mais