Ouvindo...

Times

Exclusivo: Alexandre Correa nega agressões e diz que Ana Hickmann tentou prendê-lo três vezes

Em entrevista à Itatiaia, o empresário falou sobre as acusações de agressão à ex-mulher

A Itatiaia entrevistou, com exclusividade, o ex-marido da apresentadora Ana Hickmann, Alexandre Correa, nesta segunda-feira (18). O empresário é acusado de ter agredido a ex-mulher em novembro do ano passado. Ele também responde por denúncias sobre golpes financeiros e alienação parental.

De acordo com o boletim de ocorrência, a agressão teria acontecido após um almoço, na casa do casal. Segundo Alexandre, houve realmente uma discussão durante a refeição. “Ao final do almoço a Ana começou a comentar com o Alexandre (filho do casal) sobre a possibilidade de termos que deixar aquela casa branca, que talvez a casa fosse vendida em função de alguns problemas. Então, meu filho iniciou um choro compulsivo, um choro que nunca tinha visto antes. Aquilo foi me deixando consternado”, contou.

Segundo Alexandre, ele teria deixado a cozinha após a discussão, mas voltou após 20 minutos. Na ocasião, a apresentadora estaria alterada e o filho do casal, de 10 anos, continuava a chorar.

“Eu pedi ao Alexandre que pegasse o iPad dele e fosse para a galeria, que fica a 70, 80 metros da cozinha. Posto isso, essa discussão se acalorou e eu disse para a Ana: ‘Você fez ingestão de bebida alcóolica, está bastante alterada. Vamos deixar essa discussão com outro momento. E aquilo foi ficando cada vez pior, cada vez pior. Até que ela saiu da cozinha e foi em direção a churrasqueira, e começou a gritar que ia chamar a polícia.

Leia também

Lesão no braço

No dia da suposta agressão, Ana Hickmann disse à polícia que ao tentar pegar o celular para ligar para a polícia, Alexandre fechou a porta no braço esquerdo dela. À Itatiaia, o empresário disse que foi um acidente.

Segundo ele, após a apresentadora ter dito que iria ligar para a polícia, ele tentou acalmá-la. “‘Porque chamar a polícia? Não há razão de ser chamada a polícia. Nós estamos aqui em uma discussão’. Ela pegou o celular e no que foi fechar a porta, ela fez uma força tremenda e eu segurei a porta com o pé. Ela puxou a porta e quando eu brequei, o trinco bateu na mão dela, na interseção do cotovelo com antebraço”, explicou.

Após a lesão, Alexandre conta que a ex-esposa conseguiu chamar a PM. “Ela fechou o braço e aí eu vi ela ligando para a polícia. Eu entrei em total desespero. Eu subi para o meu quarto, liguei para o advogado e ele falou: ‘vai embora daí, senão você vai ser preso’. Foi a última vez que eu a vi fisicamente”.

Alexandre não estava mais no imóvel quando a polícia chegou ao local. Ana foi atendida na Santa Casa de Itu e, pouco depois, liberada. Ele foi escoltada pela polícia até a delegacia e optou por não solicitar medida protetiva.

Empresário confessa que mentiu para jornalista

Alexandre Correa disse que assim que o jornalista Léo Dias ligou para ele questionando sobre a briga com Ana Hickmann, ele mentiu ao negar o que tinha acontecido. Ele alega que mentiu porque tinha esperanças que a ex-mulher fosse voltar atrás.

“Eu tinha esperança de que ela acordasse e as coisas fossem se acalmar, que ela não fosse dar sequência. Só que qual foi meu engano? Ela deu sequência. Então, eu na condição de marido de 25 anos de matrimônio, guardei a esperança de que aquilo pudesse acabar lá mesmo porque não houve agressão. Você não tem um olho roxo, uma escoriação, um corte”, se defendeu.

O empresário ainda questiona a atitude da apresentadora após a denúncia. “O que me chama muita atenção é que no dia seguinte, menos de 12 horas depois, a Ana foi uma festa de aniversário infantil. Ela dançou, bebeu, se divertiu, comeu, carregou criança no colo. Então, a Ana traumatizada, amedrontada, acuada e tudo aquilo que ela atribui como sequela dessa suposta agressão, depois ela estava em uma festa de aniversário se divertindo.

‘Ana Hickmann tentou me prender três vezes’, diz Correa

O empresário ainda revelou que acredita que Ana Hickmann tentou prendê-lo três vezes.

“A primeira tentativa de prisão foi uma agressão que não houve. Eu podia ter sido preso, mas não fui. A segunda tentativa de prisão foi no dia 22 de novembro. Ela já tinha a medida protetiva e os advogados dela alegaram que eu andava armado e rondando a casa. Mentira, eu nunca tive arma de fogo. Em um terceiro momento, quando ela entrou com a medida protetiva, ela ingressou também com a medida protetiva atingindo as empresas. Isso me impossibilitou de entrar nas empresas desde 22 de novembro. Portanto, eu estou sem acesso aquilo que me pertence, sem acesso a minha empresa, sem saber o que acontece no caixa da minha empresa”, lamentou.

Participação em Podcast

Alexandre Correia participa nesta segunda-feira (18), às 20h, do podcast “Jerusa Defende”, com a Jerusa Drumond.

Participe dos canais da Itatiaia:

Cursou jornalismo no Unileste - Centro Universitário Católica do Leste de Minas Gerais. Em 2009, começou a estagiar na Rádio Itatiaia do Vale do Aço, fazendo a cobertura de cidades. Em 2012 se mudou para a Itatiaia Belo Horizonte. Na rádio de Minas, faz parte do time de cobertura policial - sua grande paixão - e integra a equipe do programa ‘Observatório Feminino’.
Fernanda Rodrigues é repórter da Itatiaia. Graduada em Jornalismo e Relações Internacionais, cobre principalmente Brasil e Mundo.
Leia mais