Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

BH registra mais de 680 raios no fim de semana; meteorologista explica fenômeno

Capital mineira chegou a ter mais de 350 descargas elétricas em um intervalo de duas horas; registros aconteceram durante a tempestade do último sábado (13)

imagem de um raio

BH registrou mais de 350 descargas elétricas em um intervalo de menos de duas horas, no último sábado (13)

Pixabay

Uma forte chuva atingiu Belo Horizonte no último final de semana, causando um número surpreendente de raios. Na noite de sábado (13), um deles chegou a atingir uma estação de energia, próxima à estação Minas Shopping, na região Nordeste da capital. O incidente causou uma explosão e danificou os trilhos do metrô.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), 682 raios foram registrados durante os dois dias, sendo 598 no sábado e 84 no domingo. O período mais crítico, segundo a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), aconteceu na noite de sábado, entre às 22h30 e 00h15, quando a cidade foi atingida por mais 350 descargas elétricas em um intervalo de menos de duas horas.

Segundo Claudemir de Azevedo, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a grande quantidade de raios em um pequeno intervalo de tempo não é tão comum. “No Brasil, o número raios é bastante considerado visto que somos um país tropical. As tempestades que são acompanhadas de descargas elétricas são bastante comuns, especialmente nas regiões Sul, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil. Mas, na madrugada de sábado para domingo, a tempestade (em Belo Horizonte) veio acompanhada de um número surpreendente de descargas elétricas. Esse número não é tão comum para as chuvas típicas da primavera e do verão”, afirma.

O meteorologista explica por que o fenômeno pode ter acontecido na capital mineira. “Estamos sob a atuação do El Niño, que deixa as temperaturas mais elevadas. Consequentemente, essa temperatura acima da média, aliada a umidade mais elevada nesta época do ano, favorece a formação das nuvens típicas de tempestades. E aí, por consequência, temos fortes tempestades, acompanhadas de um número bastante significativo de descargas elétricas. Além dos raios, rajadas de vento também são comuns nesse período”, esclarece Azevedo.

Apesar do grande volume de chuvas no fim de semana, a tendência é que o tempo melhore durante a semana. “Nos próximos dias, o tempo vai continuar instável em boa parte de Minas Gerais. Porém, diminui um pouco a condição favorável para a ocorrência de descargas elétricas. No próximo final de semana, a instabilidade aumenta novamente, especialmente no Sul de Minas, na Zona da Mata Mineira e na região metropolitana. A partir da próxima quinta-feira (18), a chuva retorna ao estado de Minas Gerais e, com ela, a possibilidade de incidência de raios aumenta consideravelmente”, afirma.

Formou em jornalismo pela PUC Minas e trabalhou como repórter do caderno de gerais do jornal Estado de Minas. Na Itatiaia, cobre principalmente Cidades, Brasil e Mundo.
Leia mais