Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Bares e restaurantes esperam alto faturamento com Copa do Mundo

A estimativa é de que o torneio de futebol injete cerca de R$864 milhões na economia brasileira

A Copa do Mundo de Futebol, que começa no dia 20, deve injetar R$ 864,49 milhões no faturamento de bares e restaurantes brasileiros, segundo estimativas da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Se confirmado, o montante representará um aumento de 8,3% em relação ao campeonato mundial disputado na Rússia, em 2018, já descontada a inflação do período.

Em relação à Copa realizada no Brasil, em 2014, o faturamento previsto ainda é 2,6% menor. Como consequência do maior movimento, o setor deve abrir 7,7 mil vagas de trabalho temporárias, calculou o economista Fabio Bentes, responsável pelo estudo da CNC. Ele estima que o salário médio de admissão de funcionários seja de R$ 1,5 mil. Nas edições do mundial em 2014 e em 2018, os salários médios de admissão foram de R$ 920 e R$ 1,2 mil, respectivamente.

Vagas para garçons e auxiliares devem responder pela maioria das oportunidades temporárias, o equivalente a 23,4% dos novos empregos previstos. Outros 15,6% dos postos seriam para a função de cozinheiro e 15% para atendentes de lanchonete.

Segundo a CNC, o faturamento de bares e restaurantes costuma crescer 2,52% nos meses de Copa do Mundo. “Além disso, o fato de que o campeonato será disputado no período de pagamento da primeira parcela do 13º salário favorece a expansão dos gastos neste ano”, apontou o estudo.

Acompanhe as últimas notícias produzidas pelo Estadão Conteúdo, publicadas na Itatiaia.
Leia mais