Ouvindo...

Times

Bill Gates sobre a atualização do Chat GPT 4.0: “é quase como um tutor”

Um dos principais entusiastas da tecnologia, o bilionário disse que as melhorias da OpenAI foram “dramáticas”

Um dos principais entusiastas da tecnologia, o bilionário Bill Gates disse que as melhorias na nova versão do ChatGPT 4.0, da OpenAI, foram “dramáticas” e a ferramenta pode ser tornar uma espécie de “tutor de colarinho branco”.

A Microsoft - empresa que Gates fundou em 1975 e, hoje, é um dos principais acionistas - tem uma parceria multibilionária com a OpenAI.

Segundo ele, a ferramenta de inteligência artificial pode, agora, “essencialmente ler e escrever”.

“É quase como ter um ‘colarinho branco’ para ser tutor, para dar conselhos de saúde, para ajudar a escrever código e com chamadas de suporte técnico”, disse Bill Gates em entrevista ao jornalista norte-americano Fareed Zakaria, da CNN, nessa terça-feira (16).

A expressão “colarinho branco” refere-se a trabalhadores de escritório, executivos e profissionais que desempenham funções administrativas ou de gestão.

O bilionário acredita que a inteligência artificial vai tornar a vida mais fácil e gerar novas oportunidades de emprego nos próximos anos.

Chat GPT “é tão importante quanto a criação da internet”

O Chat GPT é um modelo de linguagem que usa inteligência artificial para gerar conversas, responder perguntas e realizar várias tarefas de forma autônoma, a partir de uma grande quantidade de dados.

A ferramenta é usada, principalmente, em aplicações como assistentes virtuais e processamento de texto.

Em uma entrevista à Forbes, Gates disse que o Chat GPT é “tão importante quanto a criação da internet” logo após o lançamento da tecnologia, em fevereiro de 2023.

A empresa OpenAI é responsável pelo treinamento, desenvolvimento e disponibilização desse modelo.

Bill Gates disse que a incorporação da tecnologia nos setores educacional ou médico seria “fantástico”.

“Afinal, a escassez de médicos e professores é muito mais aguda na África do que no Ocidente”, afirmou.

“O objetivo da Fundação Gates é garantir que o atraso entre beneficiar as pessoas nos países pobres e chegar aos países ricos tornará esse tempo muito curto”, disse Gates à CNN.

“Tenho dinheiro mais do que suficiente”

Gates é a quarta pessoa mais rica do planeta, de acordo com o Índice de Bilionários da Bloomberg, com patrimônio aproximado de US$ 140 bilhões (aproximadamente R$700 bilhões).Mas provavelmente seria a pessoa mais rica do mundo se não tivesse se comprometido a doar parte da sua fortuna. Ele disse à CNN que não se preocupa em perder a sua riqueza.

Em abril de 2023, ele vendeu 4,6 milhões das suas ações da Microsoft, caindo para o terceiro maior acionista da empresa. Mas, hoje, sua participação é relativamente pequena, representando apenas 0,53% da Microsoft.

A venda das ações foi parte de um plano de doação de US$ 20 bilhões para a Fundação Bill & Melinda Gates - uma organização filantrópica que trabalha para melhorar a saúde, a educação e a redução da pobreza no mundo.

“Tenho dinheiro mais do que suficiente para meu próprio consumo”, disse Gates sobre os seus trabalhos filantrópicos.

“Estou conseguindo descer na lista (das pessoas mais ricas do mundo) e ficarei orgulhoso quando cair completamente”, refletiu.

O cofundador da Microsoft e sua ex-esposa, Melinda French Gates, comprometeram-se a doar a maioria de sua riqueza à fundação que estabeleceram juntos há 20 anos, bem como a outros empreendimentos filantrópicos.

Em 2022, Gates anunciou a intenção de doar, anualmente, US$ 9 bilhões (aproximadamente R$44 bilhões) para sua fundação, até 2026. Nesse ritmo, Gates prevê que terá doado todo o seu dinheiro em cerca de 20 anos.

*Com informações da CNN

Leia também

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Formado em Jornalismo pela UFMG, com passagens pelo jornal Estado de Minas/Portal Uai. Hoje, é repórter multimídia da Itatiaia.
Leia mais