Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Organizada tenta invadir eleição do Santos, e Tropa de Choque da PM intervém

Votação para eleger novo presidente ocorre neste sábado (9), em Santos

Eleição Santos confusão

Eleição do Santos registrou confusão neste sábado (9)

Portal Meu Peixão/Reprodução

Integrantes de uma organizada do Santos tentaram invadir o ginásio do clube, neste sábado (9), durante as eleições presidenciais do Peixe, para ameaçar o presidente do Conselho Deliberativo, Celso Jatene.

A situação só foi controlada após a entrada do Batalhão de Choque da Polícia Militar. A maior parte dos envolvidos na confusão são da Torcida Jovem.

Antes da tentativa de invasão, alguns membros da Torcida Jovem conversaram com Jatene para cobrá-lo sobre o rebaixamento do Santos. O presidente Andrés Rueda também foi alvo de críticas, mas não apareceu no local.

A conversa, em clima tenso, não surtiu efeito e, instantes depois, houve a tentativa de invasão.

A eleição ficou paralisada por cerca de uma hora. Após o acionamento da Tropa de Choque, a votação foi reiniciada.

As cenas de vandalismo em Santos começaram pouco após o primeiro rebaixamento da história do clube. Na quarta-feira (6), o Peixe foi superado pelo Fortaleza por 2 a 1, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, e teve a queda para Série B do Campeonato Brasileiro confirmada. Objetos foram atirados em campo, enquanto carros e ônibus foram vandalizados no entorno da Vila Belmiro.

Eleição no Santos

Os associados do Santos definiram, neste sábado (9), o novo presidente para o período de 2024-2026. Marcelo Teixeira bateu quatro candidatos (Maurício Maruca, Marcelo Teixeira, Ricardo Agostinho, Rodrigo Marino e Wladimir Mattos) e será o substituto de Andrés Rueda a partir de janeiro de 2024.

Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais