Ouvindo...

Times

10 anos sem Fernandão: Inter relembra história do ídolo; veja homenagens

Eterno capitão colorado partiu em 7 de junho de 2014 após um fatal acidente de helicóptero

Há 10 anos, o Inter perdia o seu maior ídolo, o capitão Fernandão. Em um acidente fatal de helicóptero, em 7 de junho de 2014, o ex-atacante que já tinha conquistado o mundo, se tornou eterno no céu.

A enorme dor que invadiu o coração de milhões de colorados com a partida de Fernando Lúcio da Costa, só não é maior do que a alegria de ter tido o privilégio de tê-lo como protagonista. Foi pelos pés, alma e coração de Fernandão que o Colorado alcançou suas maiores glórias.

O atleta chegou ao clube gaúcho em 2004, e logo em sua estreia, em um Gre-Nal, em julho daquele ano, marcou o gol mil da história do clássico. O feito foi o primeiro da relação magnífica que o ídolo criou com o Inter.

Ao todo, Fernandão disputou 190 partidas com a camisa vermelha, marcou 77 gols, com as conquistas da Libertadores e Mundial de 2006, a Recopa de 2007, e dois Gauchões. O capitão também trabalhou como treinador e diretor técnico do Inter.

Com direito a estátua no Beira-Rio, a voz do ídolo ecoa nas lembranças de todos os torcedores toda a vez que o canto “Vamo Vamo Inter” é cantado no estádio.

Homenagens ao eterno F9

Para manter viva a memória do ídolo, o Inter publicou um vídeo em homenagem a Fernandão nesta sexta-feira (7).

“Em suas veias, o sangue pulsava no ritmo das nossas arquibancadas. De suas mãos, conquistamos o mundo e o festejamos no Beira-Rio. Com Fernandão, lembramos que nada é impossível quando time e torcida estão juntos. E esse aprendizado levaremos para sempre”, escreveu o clube em suas redes sociais.

Além do Inter, o São Paulo e o Goiás, times em que o atacante teve grande passagem também prestaram suas homenagens. No Tricolor Paulista, o camisa 9 atuou entre 2010 e 2011.

O Goiás, clube que revelou Fernandão também relembrou o ídolo com carinho.

O ex-meia Alex, campeão da Libertadores e do Mundial com Fernandão, também publicou uma mensagem ao amigo.

“Nesta data faço questão de prestar minha homenagem para um irmão, um amigo, um ídolo que se foi há 10 anos. Apesar da grande saudade, sei que tive um enorme privilégio de conhecer, conviver e ter por perto um cara sensacional, íntegro e que faz uma falta gigantesca”, disse o ídolo colorado.

Em entrevista à rádio Gaúcha para falar sobre suas ações em enfrentamento à enchente no Rio Grande do Sul, o ídolo do Inter, e também do Cruzeiro, Rafael Sóbis falou sobre a próxima relação com Fernandão.

“Perdi um pai. Eu convivi muito com ele, mas do que qualquer outra pessoa. Como conselheiro. Muito do que sou hoje é por culpa dele. Eu sigo os passos dele. Ele se tornou ainda maior porque faleceu. Vivemos nesse conflito de quem é ídolo. Ele virou um anjo. Até gremistas gostam dele, até pelo perfil dele como atleta”, desabafou o ex-atacante.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Gaúcha de Porto Alegre, Mauri Dorneles é formada em Jornalismo pela PUC-RS e trabalha como correspondente do portal Itatiaia Esporte no Sul do Brasil. Também cursou Cinema. Antes da Itatiaia, passou por Correio do Povo, Record RS, Rádio Grenal, RBS TV e Band.
Leia mais