Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Botafogo tenta retomar a liderança do Brasileiro contra o Fortaleza

Será a estreia do técnico Tiago Nunes, e cariocas precisam vencer nesta quinta (23) para passar o Palmeiras; Leão também busca recuperação

O Botafogo vive seu pior momento no Brasileirão, sem vencer há seis rodadas e ultrapassado pelo atual líder Palmeiras. A oportunidade de recuperar a ponta da tabela é nesta quinta-feira (23), contra o Fortaleza, na Arena Castelão, na capital cearense. O jogo, atrasado das 29ª rodada, começa às 19h (de Brasília). O Alvinegro precisa vencer, já que tem 60 pontos, contra 62 dos paulistas.

O clube apostou na chegada de Tiago Nunes como “fato novo” para o time reencontrar o caminho das vitórias. A apresentação do técnico deixou claro que o trabalho será em cima da recuperação da confiança dos jogadores responsáveis pelo melhor primeiro turno da história da Série A, com 47 pontos, mas cujo desempenho despencou na segunda metade do Brasileirão. São apenas 13 pontos em 14 jogos.

“Meu momento é de trazer confiança e mostrar aos atletas e funcionários que o trabalho é de excelência. Nosso objetivo é repetir, dar continuidade ao que foi feito, escolher temas a serem trabalhados, mas, principalmente, retomar a confiança dos jogadores. Fazer com que entendam que os resultados negativos, algumas vezes, não tem a ver só com a performance. Fazê-los enxergar que estão no caminho certo”, disse o novo treinador.

Com este pensamento, Tiago Nunes não fará grandes mudanças na formação titular do Botafogo. Os destaques ficam pelas presenças de Lucas Perri - que esteve com a Seleção Brasileira durante a Data Fifa - e Tiquinho Soares - recuperado de uma lesão na partida que antecedeu a chegada do treinador. Ambos serão titulares.

‘Final’ também para o Fortaleza

Se o Botafogo não vence há seis jogos no Brasileiro, o Fortaleza não ganha tem sete, com seis derrotas e um empate. Se somar o 1 a 1 contra a LDU de Quito na final da Copa Sul-Americana, em que perdeu nos pênaltis, são oito confrontos sem ganhar.

Na Série A o time despencou do G6, grupo de seis times que se classificará para a Copa Libertadores em 2024, para a 12ª posição, com 43 pontos, cinco apenas acima da zona do rebaixamento. Por isso é fundamental vencer o Botafogo, para praticamente zerar a chance de queda à Série B e se posicionar bem por uma vaga na Copa Sul-Americana do ano que vem. Para isso é preciso terminar em até 14º.

“Gostaria de apontar um problema, mas internamente está tudo bem, treinamos bem todos os dias, está tudo certo com o treinador, como sempre”, disse o atacante Lucero, artilheiro do time na temporada, com 23 gols.

É possível que Vojvoda mude novamente o ataque, talvez com os retornos de Marinho e Guilherme, que ficaram no banco na derrota de sábado (18) para o Cruzeiro, 1 a 0, no Castelão. O meia Pochettino é outro que pode retornar.

Fortaleza x Botafogo

Fortaleza

João Ricardo; Tinga, Brítez, Titi e Bruno Pacheco; Caio Alexandre, Zé Welison e Pochettino (Calebe); Marinho (Pikachu), Lucero e Guilherme (Machuca). Técnico: Juan Pablo Vojvoda

Botafogo

Lucas Perri; Di Plácido, Adryelson, Victor Cuesta e Marçal; Marlon Freitas, Tchê Tchê e Eduardo; Júnior Santos, Victor Sá e Tiquinho Soares. Técnico: Tiago Nunes

Motivo: 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A
Data e horário: 23 de novembro de 2023 (quinta-feira), às 19h (de Brasília)
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Árbitro: Ramon Abatti Abel (Fifa-SC)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
Árbitro de vídeo: Rodolpho Troski Marques (Fifa-PR)
Transmissão: Premiere

Formado em jornalismo pela PUC-Campinas em 2000, trabalhou como repórter e editor no Diário Lance, como repórter no GE.com, Jornal da Tarde (Estadão), Portal IG, como repórter e colunista (Painel FC) na Folha de S. Paulo e manteve uma coluna no portal UOL. Cobriu in loco três Copas do Mundo, quatro Copas América, uma Olimpíada, Pan-Americano, Copa das Confederações, Mundial de Clubes, Eliminatórias e finais de diversos campeonatos.
Jornalista e correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Apaixonado por esportes, pela arquibancada e contra torcida única.
Leia mais