Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Na mira do Cruzeiro, Cuéllar chegou a falar como jogador do clube e destacou tradição

No fim de 2015, meio-campista teve negociação avançada para se transferir para a Toca da Raposa II

Na mira do Cruzeiro, o meio-campista Gustavo Cuéllar, de 31 anos, já esteve muito perto de se transferir para a Toca da Raposa II há cerca de oito anos. Em dezembro de 2015, quando negociou com o clube celeste, o colombiano chegou, inclusive, a falar como jogador do clube celeste.

Naquela oportunidade, Cuéllar vestia a camisa do Junior Barranquilla, da Colômbia, emprestado pelo Deportivo Cali, também daquele país. O Cruzeiro chegou a alinhar a compra de 70% dos direitos econômicos do jogador, mas viu o Flamengo atravessar a negociação e contratá-lo por valores bem mais altos.

Quem confirmou o acordo com o Cruzeiro naquela ocasião foi o próprio Cuéllar, que concedeu entrevista ao Superesportes.

“Não assinei o contrato ainda, mas está praticamente tudo resolvido. Agora são questões de papéis. Falei com o presidente do Junior Barranquilla e com o presidente do Deportivo Cali, está tudo solucionado. Creio que nas próximas horas tudo estará concretizado”, disse.

“Já houve acordo entre todos os clubes. O Junior comprará 70% dos direitos, e me emprestará por um ano, com opção de venda. O Cali ficará com 30%. Faltam detalhes burocráticos. Espero os clubes resolverem isso para fazer os exames e ter a data de apresentação definida”, disse o jogador em 26 de dezembro de 2015.

Cuéllar é um desejo do CEO de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, que já tentou contratar o meio-campista para o Vasco no início desta temporada.

Atualmente no Al-Shabab-FC, o meio-campista tem contrato com o time da Arábia Saudita até junho de 2026. Na temporada 2023/24, Cuéllar disputou 33 jogos e marcou um gol.

Pelo Flamengo, em quatro temporadas, o jogador entrou em campo 167 vezes. Antes de chegar ao Al-Shabab, Cuéllar passou pelo Al-Hilal, onde atuou com Matheus Pereira, atual camisa 10 do Cruzeiro - foram 121 jogos no total.

Leia também

‘Sei da tradição’

Na entrevista ao Superesportes, em 2015, Cuellar destacou a tradição do Cruzeiro “em toda a América”. Ele era representado por Alexander Viveros, ex-jogador colombiano que passou pelo clube celeste entre 2000 e 2001.

"É muito grande a expectativa, alta. Sei o que representa o Cruzeiro, atuar no futebol brasileiro, que é uma referência para mim, e espero fazer as coisas bem, representar bem o futebol colombiano no Brasil”, disse.

“Viveros me disse que o Cruzeiro é um clube muito organizado, dá todas as condições para os atletas trabalharem na Toca, e será uma oportunidade única em minha carreira. Disse que a torcida é extraordinária, apoia muito os jogadores. Sobre a cidade, sei que é grande, mas também oferece todas as condições para uma vida confortável”, complementou.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Portal de esportes da Itatiaia
Leia mais