Ouvindo...

Times

Real Madrid supera início ruim, vence o Borussia e conquista a Champions pela 15ª vez

Espanhóis demoraram a criar boas chances, mas foram eficientes no segundo tempo e sacramentaram mais uma taça nos 20 minutos finais

O Real Madrid-ESP é campeão da Champions League pela 15ª vez. Neste sábado (1º), a equipe espanhola venceu o Borussia Dortmund-ALE por 2 a 0 no estádio Wembley, em Londres, e voltou a ser campeão continental após dois anos. Já no segundo tempo, Carvajal e Vini Jr. marcaram os gols do título Merengue.

Leia também

Os espanhóis demoraram para assumir o controle do jogo, mas quando o fizeram, já na reta final, não hesitaram em dominar as ações e acabar com qualquer chance do Dortmund. Agora, o Real Madrid chega a 15 títulos da Champions e aumenta a hegemonia como maior campeão continental, já que o Milan-ITA, 2º nesse ranking, tem sete troféus.

Além disso, o Real Madrid venceu a 8ª final seguida. A última derrota do time de Madri em finais de Champions tinha sido em 1981, quando perdeu a decisão para o Liverpool-ING.

Do lado derrotado em Wembley, o Borussia Dortmund amarga o segundo vice-campeonato em três finais na história. Os alemães foram campeões sobre a Juventus-ITA em 1996/97, mas perderam a final em 2012/13, quando enfrentaram o rival Bayern de Munique-ALE no mesmo estádio londrino.

Real começa com a bola, mas Borussia cria melhores chances

Era esperado que o Real Madrid tivesse mais controle da bola e tentasse controlar a partida desde o começo. Entretanto, a posse do time espanhol foi muito improdutiva no primeiro tempo. Vini Jr., Rodrygo e Bellingham, homens mais adiante na formação, pouco conseguiram produzir e não ofereceram perigo ao goleiro Kobel.

As principais escapadas dos Merengues se deram especialmente com Vini Jr., pela ponta esquerda, e também com o lateral-direito Carvajal. O avanço do Real Madrid acabou barrado em boa atuação da defesa alemã.

Do outro lado, o Borussia Dortmund chegou muito perto do gol em várias oportunidades. O time Auri-Negro conseguiu ótimas investidas pelos lados do campo, especialmente com Adeyemi na esquerda. O jogador alemão teve duas chances claras de gol, assim como Füllkrug, mas Courtois também foi destaque da primeira etapa e fez importantes intervenções.

O Borussia chegou a acertar a trave uma vez, enquanto o Real Madrid não finalizou no gol durante os primeiros 45 minutos.

Segundo tempo de mais equilíbrio

Os problemas ofensivos do Real Madrid no primeiro tempo deram sinais de melhora no começo da segunda etapa. Os atacantes se mostraram mais presentes no jogo, mas mesmo assim, tinham muito menos expressão quando comparados às chegadas do Borussia Dortmund.

Muito fiel à tática e posicionamento na defesa, o time alemão seguiu com boas criações de jogadas e manteve o poder ofensivo do primeiro tempo. Apesar do equilíbrio na posse de bola, o time alemão seguiu com muito mais perigo e chances de marcar o primeiro gol da decisão em Wembley.

‘Rei da Champions’ acorda e abre o placar

Por mais “adormecido” que o time do Real Madrid parecesse, é difícil desacreditar do maior campeão da história da Champions League. Dessa forma, o Real Madrid construiu, passo a passo, o primeiro gol em Wembley.

Primeiro, os Merengues passaram a ocupar por mais tempo o campo de ataque, sempre cercando a área e buscando boas chances. Quando a defesa do Dortmund se mostrava sólida, a bola aérea foi a solução espanhola. Aos 28 minutos do segundo tempo, após cobrança de escanteio precisas de Tony Kroos, o lateral Carvajal, de “apenas” 1,73m, subiu na primeira trave para desviar e abrir o marcador.

Real cresce, ‘gosta’ do jogo e sacramenta título

Instantes após o gol de Carvajal, Bellingham teve grande chance para ampliar o marcador, mas chutou travado e desperdiçou a chance. Entretanto, o Real Madrid parece ter “virado a chave” e cresceu muito de produção nos 20 minutos finais de jogo. Quatro minutos após o primeiro gol, veio o segundo: após falha do Dortmund na saída de bola, o brasileiro Vini Jr. foi lançado na entrada da área e finalizou no canto para marcar o 2 a 0, sacramentando o 15º título europeu dos espanhóis.

Füllkrug chegou a descontar para os alemães aos 41 minutos, mas o lance foi anulado por impedimento do atacante.

O Borussia Dortmund acabou derrotado mesmo após um jogo digno de elogios, mas por não saber aproveitar as chances do primeiro tempo, viu o Real Madrid “pesar a camisa” para ser campeão mais uma vez.

Borussia Dortmund 0x2 Real Madrid

Borussia Dortmund

Kobel; Ryerson, Hummels, Schlotterbeck, Maatsen; Can (Malen), Sabitzer; Adeyemi (Reus), Brandt (Haller), Sancho; e Füllkrug. Técnico: Edin Terzic.

Real Madrid

Courtois; Carvajal, Rüdiger, Nacho e Mendy; Valverde, Camavinga, Kroos (Modric) e Bellingham (Joselu); Rodrygo (Éder Militão) e Vini Jr. (Lucas Vásquez) Técnico: Carlo Ancelotti.

Gols
Carvajal (28 min 2T), Vini Jr. (32min 2T) do Real Madrid

Cartões Amarelos

Vini Jr. (Real Madrid)
Schlotterbeck, Sabitzer, Hummels (Borussia Dortmund)

Motivo: final da Champions League 2023/24
Data e horário: sábado, 1º de junho de 2024, às 16h (de Brasília)
Local: estádio Wembley, em Londres, na Inglaterra

Arbitragem: Slavko Vinčić (SLO)
Assistentes: Tomaž Klančnik e Andraž Kovačič (SLO)
VAR: Nejc Kajtazović (SLO)


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista formado na PUC Minas. Experiência com reportagens, apresentação e edição de texto em televisão, rádio e web. Vivência em editorias de Cidades e Esportes.
Leia mais