Ouvindo...

Times

Veja o que o Atlético precisa fazer para ir ao Super Mundial de Clubes

Galo precisa ganhar a Libertadores de 2024 para se classificar ao torneio, que será em 2025; Fifa não vai mudar critérios de vaga via ranking, o que poderia favorecer o clube

A eliminação do Napoli para o Barcelona nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, nesta terça-feira (12), classificou a Juventus para o Super Mundial de Clubes da Fifa, via ranking. Os italianos são o 21º time confirmado na competição que será realizada de 15 de junho a 13 de julho de 2025, nos Estados Unidos.

Com 32 participantes, restam portanto 11 vagas, uma garantida ao país-sede, que ainda vai definir o critério de classificação. Na América do Sul, Palmeiras, Flamengo e Fluminense, últimos três campeões da Copa Libertadores, já estão garantidos. Restam três vagas, e uma delas pode ser do Atlético.

Mas não será via ranking. Apesar de ser o terceiro colocado na pontuação elaborada por Fifa e Conmebol exclusivamente para classificar ao Mundial, atrás de Palmeiras e Flamengo, que já estão assegurados, o Galo não pode usar uma das duas vagas que serão dadas via ranking por causa do regulamento.

Como já são dois ou mais brasileiros classificados, nenhum outro time do país pode entrar via ranking. A Itatiaia apurou que a Fifa não vai mudar isso, mesmo que o Atlético faça um pedido formal, como foi cogitado ao fim de 2023 pela direção do clube.

A única chance do Atlético, portanto, é ganhar a Libertadores de 2024. O mesmo vale para os outros brasileiros que jogam o torneio, como São Paulo, Grêmio e Botafogo ou Red Bull Bragantino, que nesta quarta (13) definem o último time do Brasil na fase de grupos da competição.

Veja a situação de classificação de cada continente ao Super Mundial:

América do Sul

  • Classificados: Palmeiras, Flamengo e Fluminense
  • Vagas restantes: 3 - campeão da Libertadores de 2024/2 pelo ranking
  • Brasileiros na disputa: Atlético, Grêmio, São Paulo, Botafogo ou Bragantino
  • Melhores posicionados por vaga via ranking: Boca Juniors-ARG, River Plate-ARG e Olímpia-PAR

Europa

  • Classificados: Real Madrid-ESP, Chelsea-ING, Manchester City-ING, Porto-POR, Benfica-POR, Inter-ITA, Juventus-ITA, Bayern de Munique-ALE, Borussia Dortmund-ALE, PSG-FRA
  • Vagas restantes: 2 - campeão da Champions 2023-2024/1 pelo ranking
  • Melhores posicionados por vaga via ranking: Atlético de Madrid-ESP e Salzburg-AUT

Ásia

  • Classificados: Al Hilal (Arábia Saudita) e Urawa Red Diamonds (Japão)
  • Vagas restantes: 2 - campeão da Champions asiática 2023-2024/1 pelo ranking
  • Melhores posicionados por vaga via ranking: Jeonbuk Motors (Coreia do Sul) e Ulsan (Coreia do Sul)

África

  • Classificados: Al-Ahly (Egito) e Wydad Casablanca (Marrocos)
  • Vagas restantes: 2 - campeão da Champions africana 2023-2024/1 pelo ranking
  • Melhores posicionados por vaga via ranking: Mamelodi Sundows (África do Sul) e Espérance (Tunisia)

Américas do Norte e Central

  • Classificados: Monterrey (México), León (México) e Seattle Sounders (EUA)
  • Vagas restantes: 1 - campeão da Champions da Concacaf 2023-2024
  • Melhores posicionados por vaga via ranking (se necessário): Philadelphia Union (EUA)

Oceania

  • Classificado: Auckland City (Nova Zelândia)

Os 21 times já classificados para o Super Mundial:

América do Sul (6 vagas)

  • Palmeiras - campeão da Libertadores de 2021
  • Flamengo - campeão da Libertadores de 2022
  • Fluminense - campeão da Libertadores de 2023

Europa (12 vagas)

  • Chelsea - Inglaterra
  • Real Madrid - Espanha
  • Manchester City - Inglaterra
  • Porto - Portugal
  • Benfica - Portugal
  • Inter de Milão - Itália
  • PSG - França
  • Bayern de Munique - Alemanha
  • Borussia Dortmund - Alemanha
  • Juventus - Itália

Américas do Norte e Central (4 vagas)

  • Monterrey - México
  • Seattle Sounders - EUA
  • León - México

África (4 vagas)

  • Al-Ahly - Egito
  • Wydad Casablanca - Marrocos

Ásia (4 vagas)

  • Al-Hilal - Arábia Saudita
  • Urawa Red Diamonds - Japão

Oceania (1 vaga)

  • Auckland City - Nova Zelândia
Leia também

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Formado em jornalismo pela PUC-Campinas em 2000, trabalhou como repórter e editor no Diário Lance, como repórter no GE.com, Jornal da Tarde (Estadão), Portal IG, como repórter e colunista (Painel FC) na Folha de S. Paulo e manteve uma coluna no portal UOL. Cobriu in loco três Copas do Mundo, quatro Copas América, uma Olimpíada, Pan-Americano, Copa das Confederações, Mundial de Clubes, Eliminatórias e finais de diversos campeonatos.
Leia mais