Ouvindo...

Times

Presidente do Athletico-PR detona Cuca após saída: ‘Nos usou e depois nos traiu’

Mario Celso Petraglia, presidente do Athletico-PR, usou as redes sociais para desabafar após a saída do treinador

Presidente do Athletico-PR, Mario Celso Petraglia detonou o agora ex-técnico do clube, Cuca. O mandatário usou uma rede social, na noite desta segunda-feira (24), para tecer duras críticas ao treinador (leia postagem completa ao final da matéria).

“Jamais esperava um comportamento descontrolado que teve nos vestiários após o empate com o SCCP (Corinthians)! Não entrarei nos detalhes porque nossos jogadores por mais que não tivessem garantido os 3 pontos nas últimas partidas não mereciam ouvir o que ouviram!”, escreveu.

O dirigente se referiu a uma bronca que o treinador deu no elenco após mais um empate sofrido nos acréscimos. Nesse domingo (24), pelo terceiro jogo seguido, o Athletico-PR sofreu um gol nos acréscimos e deixou de sair vitorioso no Brasileirão.

A sequência negativa revoltou os torcedores rubro-negros, o que deixou o técnico Cuca indignado na coletiva.

“Já definido perante os atletas que não ficaria e para nossa Diretoria foi para a entrevista coletiva se justificar e transferir a a responsabilidade para a terceiros! Falou em números da folha de pagamento do clube sem nenhuma melhor informação! Não sabemos de onde tirou esses números! Lamentável que um homem que se diz torcedor do Furacão, com 61 anos, tendo treinado grandes clubes não tenha o controle suficiente para esfriar a cabeça e não ter o “piti” como se comportou ontem!”, desabafou Petraglia.

Saída do Corinthians

Em seu desabafo no Facebook, Petraglia cita ainda a tumultuada saída do Cuca do Corinthians, em abril de 2023. O executivo rubro-negro citou ter sido usado.

“Prometo que não seremos doravante mais usados e abusados pelo mau caráter de pessoas que pela nossa resiliência aceitamos ajudá-las! Foi o que ocorreu com o Cuca, o qual nos usou e depois nos traiu! Jamais esperava um comportamento descontrolado que teve nos vestiários após o empate com o SCCP!”, disse em parte da nota.

Cuca deixou o Corinthians em 27 de abril de 2023, após vitória por 2 a 0 sobre o Remo, na terceira fase da Copa do Brasil.

O treinador de 59 anos deixou o Timão após apenas duas partidas, com uma derrota e uma vitória. O motivo da demissão precoce foi a forte pressão dos torcedores sobre a diretoria, fruto da condenação de Cuca por estupro a uma jovem de 13 anos em 1987, na Suíça.

À época, a rejeição ganhou força, com declaração de Will Egloff, advogado da vítima do caso em questão. Ao UOL, ele afirmou que Cuca foi reconhecido como um dos autores do estupro coletivo.

Ao anunciar que estava deixando o clube paulista, Cuca disse que já tinha tomado a decisão de sair na véspera da partida contra o Remo. Ele foi incentivado a deixar o cargo pela família, que também tem sofrido pressões.

Leia também

Cuca se revoltou com torcida na coletiva

Cuca não gostou do fato da torcida ter atribuído os gols sofridos às escolhas do técnico. Em entrevista após o empate por 1 a 1, em Curitiba, o comandante deixou o cargo à disposição da diretoria. O treinador afirmou que teria uma conversa com o diretor de futebol André Mazzucco sobre a permanência no clube.

“Tenho tentado renovar, mas não consigo. Eu falei aqui, lá no começo, que precisávamos fortalecer. E não vou falar em cima das derrotas. Tem momento em que você também não vai pegar e dar soco em ponta de faca. É ter um jogo aberto com o Mazzucco. De repente, a saída do treinador é melhor. Cria um ânimo novo. Para de tomar gol em cima da hora”, disse.

“Sai o culpado das coisas. É isso que eu estou falando. Não gosto de perder. Estou revoltado, mais até do que vocês podem imaginar. Mas, temos que ter autocontrole. E esse autocontrole, passar para os jogadores, passar as devidas confianças para eles. São eles que estarão contra o Cruzeiro, domingo, contra o Vitória, seja o Cuca ou não. Eles têm que estar bem resguardados”, completou Cuca.

Números de Cuca pelo Athletico-PR

Ao todo, Cuca comandou o Athletico-PR em 22 partidas, com 14 vitórias, três empates e cinco derrotas. O aproveitamento foi de 68,18%.

Leia o posicionamento na íntegra

Neste anos todos de futebol já vivi muitas decepções, existem decepções e decepções, esta do Cuca foi a maior delas! Botamos a cara a tapa para amenizar seu desgaste havido com a torcida do Corinthians, que lavou a ropa (sic) suja do seu passado não resolvido!

Prometo que não seremos doravante mais usados e abusados pelo mau caráter de pessoas que pela nossa resiliência aceitamos ajudá-las!

Foi o que ocorreu com o Cuca, o qual nos usou e depois nos traiu! Jamais esperava um comportamento descontrolado que teve nos vestiários após o empate com o SCCP!

Não entrarei nos detalhes porque nossos jogadores por mais que não tivessem garantido os 3 pontos nas últimas partidas não mereciam ouvir o que ouviram! Já definido perante os atletas que não ficaria e para nossa Diretoria foi para a entrevista coletiva se justificar e transferir a a responsabilidade para a terceiros!

Falou em números da folha de pagamento do clube sem nenhuma melhor informação! Não sabemos de onde tirou esses números!

Lamentável que um homem que se diz torcedor do Furacão, com 61 anos, tendo treinado grandes clubes não tenha o controle suficiente para esfriar a cabeça e não ter o “piti” como se comportou ontem!

Que siga seu caminho, que encontre outro clube que tenha a boa vontade que o Furacão teve e que a torcida o acolha como a nossa mesmo contrariada o fez!


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais