Ouvindo...

Times

América perde para o Colo-Colo, mas ganha sobrevida na ‘Sula’ com gol no fim

Pela Copa Sul-Americana, Coelho marcou nos acréscimos e traz ‘nova vida’ para o jogo da volta em Belo Horizonte

O América perdeu para o Colo-Colo-CHI por 2 a 1 na noite desta terça-feira (11) no primeiro jogo dos playoffs de classificação às oitavas de final da Copa Sul-Americana. No Estádio Monumental David Arellano, em Santiago, no Chile, o meia Leonardo Gil marcou dois gols no segundo tempo - entre eles um golaço - e deu vantagem aos chilenos no confronto. Nos acréscimos, Alê descontou para o América.

A partida de volta será na próxima terça (18), no estádio Independência, em Belo Horizonte. Para se classificar, o América precisa vencer por dois gols de diferença. Caso vença por um gol de vantagem, a vaga na próxima fase será decidida nos pênaltis.

Quem se classificar na disputa entre América e Colo-Colo vai enfrentar o RB Bragantino nas oitavas de final da Sul-Americana. O time paulista venceu o grupo que disputou na competição e avançou de forma direta, sem precisar passar pelos playoffs.

Próximos compromissos das equipes

Ambas as equipes fazem apenas uma partida antes do jogo de volta, marcado para a próxima terça-feira (18) no estádio Independência, em Belo Horizonte. O Colo-Colo receberá o O’Higgins no sábado (15), pelo Campeonato Chileno. No mesmo dia, o América vai a São Paulo enfrentar o Corinthians no segundo jogo das quartas de final da Copa do Brasil.

Vale lembrar que essa partida do Coelho foi marcada para sábado justamente por conta dos compromissos de América e Corinthians na Copa Sul-Americana. Inicialmente, ocorreria o jogo da equipe americana contra o Vasco, em BH, pela Série A do Campeonato Brasileiro. Por conta do conflito de datas, essa partida foi adiada e não teve remarcação confirmada.

‘Sequência apertada’ para o América em julho

Por conta da classificação aos playoffs da Copa Sul-Americana, o América se vê em meio a uma sequência pesada de jogos neste mês de julho. Além das duas partidas contra o Colo-Colo, o Coelho também tem dois confrontos contra o Corinthians pela Copa do Brasil (um deles já jogado) e mais quatro jogos pelo Brasileirão - sendo que um quinto jogo ainda foi adiado.

Com essa programação, a equipe americana disputa, em média, um jogo a cada quatro dias neste mês. Ainda com a sequência em andamento, o Coelho busca vaga nas oitavas de final da Sul-Americana, a classificação às semifinais da Copa do Brasil e a recuperação na Série A, na qual o time atualmente ocupa a lanterna.

Em busca de premiações milionárias

A participação na fase de grupos da Copa Sul-Americana rendeu ao América cerca de R$ 4,5 milhões como prêmio da Conmebol. A esse valor, devem ser somados mais 300 mil dólares (cerca de R$ 1,5 milhões) referentes às três vitórias na fase de grupos - cada triunfo rendeu 100 mil dólares.

Dessa forma, o Coelho já embolsou cerca de R$ 6 milhões como premiação. Em caso de classificação sobre o Colo-Colo, a equipe ganha mais 550 mil dólares, o que vale cerca de R$ 2,8 milhões. Além disso, cada vitória até o fim da competição rende mais 100 mil dólares, independentemente da fase da competição.

América segura pressão e parte para o jogo

O começo de jogo em Santiago foi um pouco diferente do que tem feito o América. Muitas vezes, o time do técnico Vagner Mancini começa forte, mas acaba cedendo espaço no decorrer da partida. No primeiro tempo contra o Colo-Colo, o Coelho não deixou “a moral cair”.

Com a pressão inicial dos mandantes, muito por conta da grande presença de torcedores, o Cacique dominou os primeiros lances de perigo e até obrigou Matheus Pasinato a fazer algumas intervenções. Entretanto, a equipe americana foi igualando a posse de bola e criou oportunidades, especialmente pelos lados do campo.

Ainda com um meio-campo embolado, as equipes apostaram na velocidade, mas ambas falharam na pontaria. Os dois goleiros precisaram trabalhar na primeira etapa, mas o placar não foi alterado nos primeiros 45 minutos.

Gol na volta do intervalo

Logo nos primeiros segundos do segundo tempo, o Colo-Colo abriu o placar em Santiago. Após lançamento despretensioso da defesa, Wanderson e Pizarro disputaram pelo alto, mas a bola passou direto pelos dois.

Ainda na intermediária, Leonardo Gil dominou sozinho, conduziu para dentro da área e chutou forte, sem chances para Pasinato.

Golaço amplia a vantagem chilena

Após o gol do Colo-Colo, o América recuou as linhas e tentou apostar na velocidade para contra-atacar, mas a estratégia rapidamente ruiu. Apesar das renovações no ataque, com Wellington Paulista e Everaldo, o Coelho demorou para chegar com perigo ao ataque.

Enquanto isso, o Cacique se impunha em campo e chegou ao segundo gol. Ainda aos 17 minutos, Gil recebeu mais um passe na intermediária e teve “todo o tempo do mundo” para raciocinar. Sem ser pressionado, ele ajeitou a bola e chutou “na gaveta”, anotando um golaço em Santiago para aumentar a vantagem chilena em Santiago.

Titulares são acionados, mas não resolvem para o Coelho

Já com 2 a 0 contra no placar, o América tentou se lançar com mais vontade ao ataque. O técnico Vagner Mancini colocou Martinez e Juninho em campo, nomes que costumam ser titulares do Coelho. Além disso, o treinador colocou mais homens no ataque e diminuiu os defensores em campo, na tentativa de criar pressão sobre o Colo-Colo.

O Coelho até conseguiu chegadas rápidas no ataque, mas sempre falhava no momento de marcar. Seja por finalizações ou passes errados, o América não pressionou o Colo-Colo como planejou.

Gol que dá vida ao América

Já nos acréscimos, Alê conseguiu uma finalização de rara eficiência para descontar para o América. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Juninho na grande área. Ele só rolou para trás e Alê chutou colocado, aos 47 minutos, para manter o Coelho vivo na disputa.

Colo-Colo 2x1 América

Colo-Colo

De Paul; Opazo, Saldivia, Falcón e Bouzat; Fuentes, Pavez, Leonardo Gil (Wiemberg), Thompson (Fabián Castillo) e Palacios; Damián Pizarro (Benegas). Técnico: Gustavo Quinteros.

América

Matheus Pasinato; Wanderson (Martinez), Éder, Julio, Nicolas; Breno (Juninho), Alê, Rodriguinho (Marlon); Matheusinho (Everaldo), Rodrigo Varanda e Mastriani (Wellington Pauslista). Técnico: Vagner Mancini.

Gols
Leonardo Gil (1min 2ºT e 17 min 2ºT) do Colo-Colo
Alê (47min 2ºT) do América

Cartões amarelos
Opazo, Bouzat (Colo-Colo)
Éder, Rodriguinho, Rodrigo Varanda (América)

Motivo: jogo de ida dos playoffs da Copa Sul-Americana
Data e horário: terça-feira, 11 de julho de 2023, às 19h (de Brasília)
Local: Estádio Monumental David Arellano, em Santiago, no Chile

Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)
Assistentes: Ezequiel Brailosky (ARG) e Sebastian Rainieri (ARG)
VAR: Jorge Baliño (ARG)

Jornalista formado na PUC Minas. Experiência com reportagens, apresentação e edição de texto em televisão, rádio e web. Vivência em editorias de Cidades e Esportes.
Leia mais