Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Por ‘profunda decepção’, Zagallo prioriza caçula em divisão de herança milionária

Filho mais novo de Zagallo ficará com 62,5% dos bens deixados pelo ‘Velho Lobo’

Zagallo e filho Mário Cesar

Zagallo e a família do filho mais novo, Mário Cesar

Reprodução/Instagram

Mário Jorge Lobo Zagallo priorizou o filho mais novo no testamento deixado antes de morrer. O ‘Velho Lobo’ faleceu no último dia 5, aos 92 anos e deixou 62,5% dos bens para o filho mais novo. Os outros três herdeiros dividirão 12,5% dos bens a serem divididos.

A informação foi divulgada pelo site Notícias da TV e confirmada pela Itatiaia. A reportagem teve acesso aos documentos disponíveis.

Em seu testamento, Zagallo deixa claro o descontentamento com os outros três filhos: Paulo Jorge de Castro Zagallo, Maria Emília de Castro Zagallo e Maria Cristina Zagallo Ballester. Os três entraram contra o pai na Justiça no processo de herança quando do falecimento da mãe, Alcina, em 2012.

“Tal escolha se deu pela profunda decepção com seus três outros filhos, e, como maneira de retribuir todo o carinho e dedicação que seu filho Mario Cesar tem lhe dispensado, principalmente no período pós-morte de sua esposa, quando seus outros três filhos desistiram de lhe dar atenção e carinho”, diz parte do testamento.

Os três filhos chegaram a acionar a Justiça em discussão sobre o inventário da mãe. O processo foi arquivado em 2020 por improcedência do pedido de nulidade do inventário.

Leia Também

Divisão dos bens

“O testador deseja como última vontade, deixar, a totalidade da parte disponível de seu patrimônio para seu filho mais novo, Mario Cesar de Castro Zagallo”, diz outra parte do documento.

A Lei brasileira permite que a totalidade disponível é de 50%. A outra metade será dividida igualmente entre os quatro filhos. Na prática, isso significa que Mário Cesar ficará com 62,5% dos bens do inventário.

Ainda não há relação de bens no inventário do ex-técnico e ex-jogador da Seleção Brasileira.

A morte de Zagallo

Uma das maiores lendas do futebol, Mario Jorge Lobo Zagallo morreu no dia 5 de janeiro, aos 92 anos, no Rio de Janeiro. A informação da morte de Zagallo foi confirmada por meio de uma nota divulgada em suas redes sociais.

Ex-técnico e jogador, ele participou diretamente de quatro das cinco conquistas de Copa do Mundo da Seleção Brasileira. Em 1958 e 62 como atleta, em 1970 como técnico e em 1994 como coordenador técnico.

Como treinador, Zagallo é o recordista de jogos pela Seleção. Foram 131 partidas em três passagens diferentes (1967-1968; 1970-1974; 1994-1998). Além da equipe principal, ele também foi comandante da Seleção Olímpica (1996). Nos dois cargos, foram 154 jogos com 114 vitórias, 28 empates e 12 derrotas.

O Velho Lobo ainda exerceu uma terceira função na CBF. Ele foi coordenador técnico em dois períodos distintos. Entre 1991 e 1994 e 2003 a 2006, quando o Brasil era treinado por Carlos Alberto Parreira.

No cargo, foram 96 jogos com 53 vitórias, 32 empates e 11 derrotas. Ele foi campeão da Copa do Mundo em 1994, da Copa América em 2004 e da Copa das Confederações em 2005.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais