Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Al-Hilal pode receber valor milionário pela lesão de Neymar; entenda

Brasileiro passará por cirurgia após romper ligamento cruzado anterior

Neymar sofreu uma grave lesão na derrota do Brasil para o Uruguai por 2 a 0, nessa terça-feira (17), pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, em Montevideu. O atleta rompeu o ligamento cruzado anterior e rompeu o menisco do joelho esquerdo. O Al-Hilal, clube do jogador, pode receber indenização milionária.

Quem explicou a questão foi o advogado Eduardo Carlezzo, sócio do escritório Carlezzo Advogados e especialista em Direito Desportivo. A gravidade da lesão pode fazer o clube receber um valor alto de indenização.

“A Fifa cobre no máximo um ano de lesão e o valor da compensação é limitado a 7,5 milhões de euros, sendo que o valor máximo pago por dia em que o jogador fique impedido de atuar é de 20.548 euros (aproximadamente R$110 mil reais diários)”, disse Carlezzo à CNN Brasil.

A Fifa conta com o Programa de Proteção de Clubes e indeniza os times em caso de lesão ocorrida durante jogos com suas respectivas seleções. O mínimo para um clube ser indenizado é se a lesão tirar o jogador por 28 dias.

A expectativa é que Neymar fique longe dos gramados, no mínimo, de seis a oito meses. O atleta ainda passará pela cirurgia.

Leonardo Parrela é repórter multimídia na área de esportes na Itatiaia. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, colaborou com Globo Esporte, UOL Esporte e Hoje Em Dia, onde cobriu Copa do Mundo, Olimpíada e grandes eventos.
Leia mais