Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Morre cantor e ator Johnny Ruffo aos 35 anos

Artista ganhou fama após o reality ‘The X Factor Australia’

Johnny Ruffo morreu nesta sexta-feira (10)

Johnny Ruffo morreu nesta sexta-feira

Reprodução | Redes sociais

O cantor e ator australiano Johnny Ruffo morreu nesta sexta-feira (10) aos 35 anos. Em 2017, o artista foi diagnosticado com câncer no cérebro e, desde então, estava em constante tratamento contra a doença. A informação foi confirmada por sua equipe nas redes sociais.

"É com o coração apertado que hoje tivemos que despedir do nosso amado Johnny. Rodeado pela sua parceira Tahnee e família, Johnny se foi pacificamente com o apoio de algumas enfermeiras e médicos incríveis”, inicia o texto.

“Ele era um menino muito talentoso, charmoso e às vezes atrevido. Johnny era muito determinado e tinha uma forte vontade. Ele lutou até o fim e lutou o mais que pôde. Uma alma tão linda com muito mais para dar. Todos nós te amamos Johnny e vamos lembrar de ti por toda a alegria que trouxeste às nossas vidas. Descanse em paz”, finaliza.

Ruffo ficou famoso após participar do “The X Factor Australia”. Depois, ele atuou na novela “Home and Away”, onde contracenou com Chris Hemsworth, o “Thor”, do universo cinematográfico da Marvel.

Após seu diagnóstico em 2017, ele não conteve esforços para aumentar o financiamento e a conscientização sobre o câncer no cérebro na Austrália.

A ex-apresentadora do X Factor e Spice Girl, Mel B, estava entre aqueles que enviaram condolências à sua família. A cantora Dannii Minogue escreveu: “O cara mais atrevido. Sua voz, sorriso e pés dançantes farão falta para muitos.”

Ruffo nasceu em Perth, na Austrália Ocidental, e ficou famoso após participar do X Factor em 2011. De lá para cá, ele lançou vários singles, ganhou uma temporada de “Dancing with the Stars” - competição de dança - e estrelou como Chris Harrington em “Home and Away” por três anos.

Após diagnóstico da doença em 2017, Ruffo suspendeu a carreira. Ele realizou dois anos de tratamento, entrou em remissão, mas o câncer voltou em 2020.

Em entrevista a uma TV local no ano passado, Ruffo revelou que seu prognóstico havia se tornado terminal. “Pesquisando meu diagnóstico e meu tumor e a expectativa média de vida era de três anos. Para mim já se passaram cinco anos, então já estou ganhando”, disse.

“Em algum momento isso vai me pegar... Meu objetivo agora é tentar ajudar o máximo de pessoas que puder”, declarou na ocasião.

Patrícia Marques é jornalista e especialista em publicidade e marketing. Já atuou com cobertura de reality shows no ‘NaTelinha’ e na agência de notícias da Associação Mineira de Rádio e Televisão (Amirt). Atualmente, cobre a editoria de entretenimento na Itatiaia.
Leia mais