Ouça a rádio

Compartilhe

Cruzeiro faz novo acordo com Rafael Cabral, e goleiro fica no clube

Jogador estava na mira da Sampdoria (ITA) e do São Paulo, mas a diretoria cruzeirense agiu para renovar com o "paredão"

Rafael Cabral é um dos grandes destaques do time de Paulo Pezzolano

Mesmo cobiçado pelo futebol italiano e pelo mercado nacional, o goleiro Rafael Cabral permanecerá no Cruzeiro. Segundo apuração da Itatiaia, o anúncio deve ser feito ainda nesta sexta-feira (29). O acerto foi oficializado pelo clube nesta manhã!

A diretoria celeste não mediu esforços, trabalhou bem, assegurou a permanência do camisa 1, que foi valorizado no clube por toda a liderança que tem dentro de campo e atuações acima da média, como no último jogo contra o Bahia, pela primeira rodada do returno da Série B.

Rafael Cabral recebeu proposta da Sampdoria (ITA) há duas semanas e investidas pesadas do São Paulo, que está em busca de um goleiro, por causa da lesão de Jandrei.

A oferta dos italianos foi rechaçada, mesmo com o goleiro tendo direito a 50% do valor da multa rescisória que seria paga pelo clube genovês. Rafael Cabral foi goleiro da Sampdoria na temporada 2018/2019 e na cabeça dos italianos seria peça fundamental para as competições.

Já em relação ao São Paulo, as investidas foram mais recentes. O Tricolor Paulista, a pedido de Rogério Ceni, fez proposta recente. O time do Morumbi também tentava o jovem John, do Santos, mas a opção por Rafael Cabral surgiu pelo "custo-benefício", segundo disse à Itatiaia uma fonte ligada aos dirigentes paulistas.

O São Paulo via Rafael Cabral com a experiência necessária para Série A no momento que o time paulista perdeu Jandrei com uma fratura em uma das vértebras da coluna. A lesão foi detectada nesta semana.

Rafael Cabral nova referência do Cruzeiro

Rafael Cabral soma 37 participações com a camisa do Cruzeiro. Sem Eduardo Brock em campo, é o capitão de Paulo Pezzolano. O goleiro chegou sob a desconfiança do torcedor, após Fábio, recordista de jogos no clube celeste e ídolo, sair da equipe por decisão dos gestores da SAF.

O duelo contra o Remo, quando defendeu quatro penalidades e levou o Cruzeiro para as oitavas de final da Copa do Brasil, foi o divisor de águas do camisa 1.

“Dos quatro pênaltis, dois eu estudei e, estatisticamente, eles iam onde eu fui. Outros dois a gente não tinha vídeo, um estava entre eles. Eu sabia que tinha que pegar, a responsabilidade estava com quem bateria. Fiquei em paz ali, fiz a oração, li o movimento do pé, do corpo, graças a Deus deu certo, pude pegar esse pênalti, deu certo pra gente”, disse o Rafael em entrevista ao programa Bastidores do dia 17 de maio.

Goleiro com cara de Série A

Além de toda a qualidade na temporada, Rafael Cabral é tido como referência para o time que luta para retornar a elite do futebol brasileiro. O jogador disse que vai dar a vida por esse feito e acredita que o comprometimento do elenco está sendo fundamental nessa campanha destacada do Cruzeiro.

“Eu sou um cara que tem dificuldade de lidar com jogador acomodado, e eu não vejo isso aqui, eu vejo jogadores dedicados, humildes, trabalhadores. A gestão do clube é excelente. Foi me apresentado um projeto, uma coisa é na prática, outra na teoria. Quando eu cheguei aqui, com o passar dos meses está melhor do que eu imaginava, do que me foi apresentado. Eu vejo funcionários contentes no clube. É aquilo que eu falei depois do jogo, não sou eu quem defendeu os pênaltis só, tem o cara do staff, tem o cara que fez o vídeo, tem muita gente por trás que possibilita a gente fazer o trabalho (…) eu acredito 1000% que nós vamos subir, eu acredito com todo meu coração. Não é no microfone que a gente vai subir, a gente tem conversado muito, eu vejo um perfil humilde. Se o nosso grupo continuar com essa mentalidade vencedora de nunca estar satisfeito, eu creio 100% que subiremos”, finalizou.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store