Ouça a rádio

Compartilhe

Travesti acusada de homicídio em festival de axé será julgada nesta sexta em BH

Crime aconteceu em agosto de 2014, logo após o festival que aconteceu no bairro Sagrada Família

Cleibe Gonçalves Júnior, à época com 30 anos, conhecido como Samanta, foi esfaqueado três vezes

Será julgada nesta sexta-feira (5), em Belo Horizonte, uma travesti acusada de matar outra em uma briga após festival de axé no bairro Sagrada Família, região Leste da capital, em agosto de 2014. Cleibe Gonçalves Júnior, à época com 30 anos, conhecido como Samanta, foi esfaqueada três vezes, e não resistiu aos ferimentos.

Segundo os registros policiais da época, André Henrique Demétrio, que tinha 25 anos na data e é conhecido como Andressa Demétrio, queria roubar uma peruca de outra travesti amiga de Samanta. A vítima não aprovou a intenção, e a discussão entre elas evoluiu para uma briga, que só terminou com a intervenção de outras pessoas.

Quando o evento de axé acabou, Andressa e uma amiga, à época com 28 anos, esperavam por Samanta na saída. A amiga segurou a vítima enquanto Andressa desferiu os golpes com uma faca, atingindo a barriga e o peito dela.

Essa amiga também foi presa e denunciada pelo crime, mas ainda não será julgada. Segundo a Justiça, ambas praticaram o crime por motivo fútil e com recurso que dificulta a defesa da vítima. Andressa responde ao processo em liberdade.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store