Ouça a rádio

Compartilhe

Suspeito de matar mulheres pode ser serial killer e foi encontrado com calcinhas de possíveis vítimas 

O DVD do filme "A Morte Pede Carona“ chamou a atenção dos policiais devido a semelhança com os crimes

Delegada segura sacola com calcinhas das possíveis vítimas

A Polícia Civil prendeu um homem, de 35 anos, suspeito de matar, pelo menos, duas mulheres, na capital mineira. Ele foi preso em Sarzedo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Na casa dele, foi encontrada uma sacola com diversas calcinhas, que a polícia acredita que possam ser de vítimas.

Em 17 de maio, uma mulher foi agredida dentro do carro do suspeito e depois jogada no asfalto no Bairro Goiânia, região Noroeste da Capital. Depois, o homem passou com o carro em cima dela por três vezes.

“Esse autor executou a vítima friamente. Ele a espancou após pegá-la em um dos pontos de prostituição. Após espancá-la, ele jogou a vítima para fora do veículo em um lugar ermo. Ele tem muito conhecimento da área”, disse o delegada Ingrid Estevam, do Núcleo de Feminicídios do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHP).

A polícia acredita que ele cometeu outro feminicidio nos mesmos moldes em 2020. “Ela recebeu inúmeros golpes de faca, foi jogada pra fora do veículo e teve o corpo destruído após ele passar diversas vezes com o carro. Isso nos mostrou tratar-se de um assassino em série”, afirmou.

O DVD do filme "A Morte Pede Carona“ chamou a atenção dos policiais devido a semelhança com os crimes: "Encontramos o DVD que sugere o modus operandi”, explicou.

O suspeito já se encontra no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) Gameleira.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store