Ouça a rádio

Compartilhe

Imagens mostram policial bolsonarista invadindo festa e matando aniversariante petista

Jorge da Rocha Guaranho invadiu espaço e matou Marcelo Arruda, que conseguiu revidar; guarda morreu e policial penal está internado

Câmera filmou o ataque; na imagem, é possível ver os dois agentes caídos

Imagens de circuito de segurança mostram o momento em que o policial penal Jorge da Rocha Guaranho invade a festa do guarda Marcelo Arruda, em Foz do Iguaçu (PR), na madrugada de domingo (10) e troca tiros com o aniversariante, que comemorava a data com decoração alusiva a Lula e ao PT. Arruda morreu e Guaranho está internado em estado estável sob custódia da polícia.

Segundo o boletim de ocorrência, Guaranho tentou invadir o local gritando "mito" e "Bolsonaro", ameaçou "matar todo mundo" e disse que voltaria. Arruda pediu que ele se retirasse e buscou uma arma no carro. Logo depois que os convidados cantaram parabéns, o policial voltou armado e disparou no petista, que reagiu, mas morreu no local. Guaranho foi socorrido para o hospital e, segundo a delegada Iane Cardoso, está em recuperação e escoltado por policiais para ser preso.

Inicialmente, foi divulgado que Guaranho também teria morrido, mas a informação foi desmentida pela polícia. O ex-presidente Lula chegou a postar mensagem nas redes sociais lamentando as mortes.

O Palácio do Planalto informou que não vai se manifestar sobre o caso.

Pelas câmeras, é possível ver que Arruda cai após ser baleado. Ele não resistiu aos ferimentos.

A mulher de Marcelo tenta impedir que Guaranho atire à queima roupa. m seguida, ele cai no fundo, à esquerda.

Em seguida, um convidado aparece chutando a cabeça do agressor várias vezes.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store