Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Fortaleza pode mandar jogo contra o América pela ‘Sula’ fora do Castelão

Conmebol dá prazo para melhoria no gramado do estádio; clube cearense pode ser obrigado a indicar outro local para as quartas de final

Fortaleza em ação contra o Libertad, na terça; gramado do Castelão foi detonado por Conmebol

Fortaleza em ação contra o Libertad, na terça; gramado do Castelão foi detonado por Conmebol

Mateus Lotif/Fortaleza EC

A Conmebol deu prazo de dez dias para o gramado da Arena Castelão melhorar “muito”, caso contrário o Fortaleza terá que indicar outro estádio para receber o América no jogo de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana, no dia 31 de agosto. O jogo está marcado para as 19h (de Brasília).

Na tabela que divulgou nesta sexta-feira (11) com o desmembramento de horários e datas dos confrontos, a Conmebol colocou um asterisco na frente do nome da Arena Castelão, com um “a confirmar”. Uma vistoria será feita entre 21 e 22 de agosto por técnicos da entidade.

O relatório apresentado pelo delegado do jogo entre Fortaleza e Libertad-PAR, na terça-feira (8), pelas oitavas de final, detonou o estado do gramado do Castelão. A Itatiaia apurou que o representante escreveu que tufos de grama saíam a cada passo dos jogadores e que buracos por quase toda a extensão eram risco para lesão dos atletas dos dois times.

Pelo regulamento da Copa Sul-Americana, se o Castelão for vetado, o Fortaleza teria que indicar um estádio com mais de 20 mil lugares, em qualquer lugar dentro do território brasileiro. Segunda principal arena da capital cearense, o Presidente Vargas foi reformado recentemente, tem um bom gramado, e, oficialmente, o limite de 20 mil espectadores.

Uma outra opção seria levar o confronto para a Arena das Dunas, em Natal (a 530 km de Fortaleza), com capacidade para mais de 30 mil pessoas. A diretoria do Fortaleza ainda não se pronunciou sobre o assunto.

O confronto de ida está confirmado para o Independência, em Belo Horizonte, no dia 24 de agosto, às 19h (de Brasília). Quem passar desse cruzamento encara na semifinal o vencedor de Corinthians e Estudiantes de La Plata-ARG.

A crise do gramado

O gramado do Castelão foi reformado entre o fim de 2022 e início de 2023 pelo Governo do Ceará, que administra a arena. Segundo o poder público foram gastos quase R$ 2 milhões nas melhorias. A reabertura foi feita em 2 de março, na vitória do Fortaleza por 4 a 0 sobre o Deportivo Maldonado-URU, pela fase preliminar da Copa Libertadores.

No início estava em boas condições, mas depois voltou a piorar e está parecido com a qualidade de 2022, quando foi considerado por atletas um dos piores gramados do Brasil. O governo alega que é impossível manter o campo em boas condições com a grande quantidade de jogos que há no local.

O Fortaleza, na Série A e na Sul-Americana, e o Ceará, na Série B, mandam todos os seus compromissos no Castelão. A alegação dos clubes é que com a quantidade de sócios-torcedores que possuem hoje seria impossível, por exemplo, atuar algumas vezes no Presidente Vargas.

Formado em jornalismo pela PUC-Campinas em 2000, trabalhou como repórter e editor no Diário Lance, como repórter no GE.com, Jornal da Tarde (Estadão), Portal IG, como repórter e colunista (Painel FC) na Folha de S. Paulo e manteve uma coluna no portal UOL. Cobriu in loco três Copas do Mundo, quatro Copas América, uma Olimpíada, Pan-Americano, Copa das Confederações, Mundial de Clubes, Eliminatórias e finais de diversos campeonatos.
Leia mais