Ouvindo...

Times

Palmas para Leila Pereira, que sofre ataques injustos no Palmeiras

É inacreditável o que uma pequena parte da torcida do Palmeiras faz com Leila Pereira, presidente do clube. Ataques, ofensas, ameaças e dano ao patrimônio do clube, com pichações

O futebol brasileiro precisa sentar no divã. É inacreditável o que uma pequena parte da torcida do Palmeiras faz com Leila Pereira, presidente do clube. Ataques, ofensas, ameaças e dano ao patrimônio do clube, com pichações. E isso tem acontecido em vários outros clubes do Brasil.

Leila é um divisor de águas na história do Palmeiras e do futebol brasileiro. Primeiro, porque é uma mulher à frente de um grande clube, algo raro. E com resultados expressivos em sua gestão. Depois, porque ela traz pro futebol a gestão séria e qualificada de grandes empresas. O que não é inédito. Mas ainda é pouco comum.

Reconhecer dificuldades não é desrespeitar a história do clube. Quem desrespeitou a história gloriosa do Palmeiras são os que agora atacam a dirigente. O time de Leila é vencedor e competitivo. Antes da chegada dela, o clube chegou a brigar contra o rebaixamento.

Mas parece que pra ela não basta ser vencedora. Tem que ser imbatível. E talvez, mesmo que seja, não será aplaudida por alguns. Corajosa, dedicada e vitoriosa, Leila colocou o Palmeiras novamente em lugar de destaque no futebol brasileiro.

Onde estão com a cabeça os que não reconhecem os feitos de Leila Pereira? Pergunte a qualquer torcedor do Brasil se queria colecionar os resultados dos últimos anos do Palmeiras. Todos gostariam.

Leila saneou e organizou o Palmeiras, fez elencos vencedores e conquistou muita coisa. Muita mesmo! A única coisa que não conseguiu é fazer do Palmeiras um time imbatível. Afinal, não existe time imbatível.

Mas será que ser vencedor não basta? Será que aqueles que criticam a dirigente tem o mesmo histórico? Vi uma carta, pra lá de piegas, do ex-presidente do Palmeiras atacando a atual mandatária. Não é possível fazer qualquer nexo de comparação entre as duas gestões.

Leila falou verdades, encarou tabus do futebol e, mais uma vez, ajuda o futebol a sair da mediocridade. Ela não agrediu a história do Palmeiras, como tentaram dizer. Ela reconstruiu a história do clube.

E com sua franqueza, a mandatária do Palmeiras deixa muitas lições ao futebol. Tomara que outros dirigentes tenham a mesma coragem e lucidez.

O futebol não pode continuar refém dos torcedores profissionais. Nem dos dirigentes do passado. É preciso um novo caminho. E Leila tem ajudado muito a construir essa nova rota. Torcedor não é dono da verdade e não tem direito a tudo.

Chamo atenção que o caso de Leila não é novidade. O ex-presidente do Flamengo, Bandeira de Mello, foi massacrado ao escrever a mais importante página de reestruturação do clube.

Ronaldo, mesmo salvando o Cruzeiro de alguns incapazes e de outros desonestos, passa por cobranças muitas vezes injustas.

No Atlético, a mesma coisa. Os que quebraram o clube se arvoram de heróis. Os que reconstroem são duramente cobrados.

Ou os torcedores de bem repensam e apoiam gestões mais sérias ou o futebol será condenado a ser gerido por gente do pior nível. Está na hora de mudar.

Leila, com sua sinceridade e coragem, pode ter dado um passo decisivo para isso.

Apresentador do programa Bastidores | Informações exclusivas e opiniões fortes sobre o Esporte
Leia mais