Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

BH bate recorde e registra 100% de ocupação hoteleira entre novembro e dezembro

Shows de Paul McCartney, Natal da Mineiridade, Conferência Nacional da OAB e Conami foram alguns dos eventos que impulsionaram o setor

Belo Horizonte

Cenário demonstra consolidação de Minas Gerais enquanto destino de turismo cultural e negócios

Arquivo: Prefeitura de Belo Horizonte

Belo Horizonte registrou, pela primeira vez, 100% de ocupação hoteleira entre o fim de novembro e início de dezembro.

A abertura do Natal da Mineiridade, os shows de Paul McCartney na Arena MRV, a inauguração da Feira Nacional de Artesanato e a 24ª Conferência Nacional da Advocacia Brasileira foram alguns dos eventos que ajudaram a impulsionar o turismo na capital mineira, principalmente na região Centro-Sul.

A projeção é que neste fim de ano, em Minas Gerais, haja uma movimentação turística de 3,2 milhões de pessoas, o que representa crescimento de mais de 20% em relação ao ano passado.

O administrador de empresas Bruno Gomes foi ‘pego de surpresa’ quando chegou a BH na última quarta-feira (6). Morador de Ouro Branco, na região Central do estado, ele não encontrou vaga em nenhum dos diversos hotéis da capital. Ele precisou recorrer à casa de um amigo.

“Nunca tinha passado por coisa parecida aqui. Todos os lugares que procurei estavam com 100% de lotação. Acredito que a Feira Nacional de Artesanato, o período de Natal, além da vinda da torcida do Palmeiras para o jogo no Mineirão contribuíram para isso. Da próxima vez, vou fazer reserva antecipada”, relatou Gomes.

Eventos

O Natal da Mineiridade foi inaugurado no dia 2 de dezembro com o acionamento do novo projeto de iluminação da Praça da Liberdade. O projeto integra BH e mais de 400 municípios do interior em uma programação turística e cultural diversa e descentralizada, com cerca de 600 eventos.

Já nos dias 3 e 4 foi realizado o show de Paul McCartney, reunindo um público de mais de 80 mil pessoas na cidade, muitas delas vindas de outros municípios e estados. O advogado Vitor Melo saiu de Carandaí, no Campo das Vertentes, para vir pela segunda vez à capital mineira para curtir a atração internacional. “Já faz parte da minha rotina conferir os shows marcados, procurar ingressos e me programar. Felizmente temos uma oferta a todo vapor”, comentou Vitor.

A inauguração da 34ª Feira Nacional de Artesanato, com a participação do Governo de Minas aconteceu no dia 6 de dezembro. Participaram da feira 3,5 mil expositores, com expectativa de público de cerca de 170 mil pessoas e de movimentar R$ 60 milhões.

BH também sediou o Congresso Nacional do Mercado Imobiliário (Conami), nos dias 5 e 6, no Palácio das Artes, reunindo quase 2 mil pessoas entre palestrantes, empresários, especialistas do setor e investidores de todo o país.

A 24ª Conferência Nacional da Advocacia Brasileira, em novembro, foi realizada no Expominas e reuniu milhares de advogados. Entre os palestrantes do evento estavam Ministros do STF entre outros.

O secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas, Leônidas de Oliveira, pontua que esse cenário demonstra a consolidação do estado enquanto polo de turismo cultural e de negócios.

“Minas Gerais manteve um crescimento de 103% acima da média nacional até o início do segundo semestre de 2023 e a previsão para os últimos meses é ainda maior. E boa parte disso se deve ao turismo cultural. Mais de 30% das motivações das pessoas que vêm ao nosso estado se relacionam a atividades de lazer e passeio, e dentre elas podemos destacar os shows, os museus, bares e restaurantes”, diz o secretário.

Leia mais