Ouvindo...

Times

Onda de calor: veja dicas para lidar com desconfortos no nariz, olhos e vias respiratórias

Exposição a temperaturas elevadas e tempo seco podem afetar o corpo; saiba como amenizar os efeitos

Além dos termômetros, o corpo também sente as altas temperaturas da onda de calor que atinge o país nesta semana. Belo Horizonte, por exemplo, registrou o segundo dia mais quente do ano na segunda-feira (13), com 36,7ºC. Sabe aquele mal-estar causado pelo calor e secura? Infelizmente é comum, mas algumas dicas que podem ajudar a lidar com o desconforto no nariz, nos olhos e nas vias respiratórias.

Quais os principais desconfortos e sintomas?

A exposição a temperaturas elevadas e tempo seco pode levar a uma série de desconfortos ao corpo. Segundo o dermatologista Lucas Miranda, as crianças, os idosos e pessoas com comorbidades se tornam mais vulneráveis às consequências do calor. São elas:

  • Desidratação, causadas pela perda excessiva de líquidos através da transpiração, gerando tonturas, fraqueza, boca seca e, em casos mais graves, insolação;

  • Ressecamento nos olhos;

  • Problemas respiratórios como tosse, congestão nasal, incômodos na garganta e dificuldade respiratória, especialmente em pessoas com condições preexistentes;

  • Exaustão, manifestada através de cansaço excessivo, sudorese, náuseas, tonturas e até desmaios;

  • Aumento do ritmo cardíaco para dissipar o calor durante condições de calor intenso, causando desconforto cardiovascular em algumas pessoas;

  • Insônia, já que a temperatura corporal pode permanecer elevada, prejudicando o relaxamento necessário para um sono reparador;

  • Ressecamento e irritação da pele;

  • Cãibras musculares, devido à perda de eletrólitos;

  • Aumento do risco de lesões musculares;

  • Agravamento de condições crônicas médicas pré-existentes.

Dicas para enfrentar os desconfortos

A primeira dica, o “basicão”, para reduzir os sintomas causado pelo calor é beber muita água. Não é clichê, é necessário! “Manter-se hidratado deixa as mucosas do nariz e da garganta úmidas, o que reduz o desconforto nas vias respiratórias”, explica a pneumologista Michelle Andreata.

Fazer uso de umidificador de ar para aumentar a umidade no ambiente também auxilia no alívio com relação ao ressecamento no nariz. Segundo a médica, é importante lembrar também do uso do soro fisiológico, tanto sob a forma de spray nasal, que umidifica, quanto na lavagem nasal com seringa ou garrafa própria.

Outra dica que não é novidade é o uso do protetor solar. “Ele deve ser usado todos os dias, mas no período de calor intenso é ainda mais necessário para proteger a pele”, ressaltou o dermatologista, Lucas Miranda.

Também é fundamental evitar a exposição prolongada ao sol, manter uma dieta balanceada e rica em alimentos que contenham água, como frutas e vegetais, para contribuir com a hidratação; bem como manter uma boa higiene pessoal, incluindo lavagem frequente das mãos para evitar infecções respiratórias.

Cuidados com os olhos

Para lidar com o desconforto nos olhos a pneumologista alerta alguns cuidados essenciais:

  • Usar óculos escuros com proteção UV, de preferência com a recomendação de um(a) oftalmologista;

  • Aplicar colírios lubrificantes, indicado pelo médico;

  • Usar viseiras e bonés quando estiverem expostos ao sol para proteção;

  • Higienizar as mãos frequentemente e não coçar os olhos;

  • Em caso de incômodo é recomendado o uso de compressas térmicas para aliviar sintomas como olhos vermelhos, secreção e inchaço, e, caso persistam, vale marcar consulta com um médico oftalmologista.

Onda de calor

Os termômetros em Belo Horizonte atingiram a máxima de 37°C, nesta segunda-feira (13), segundo a Defesa Civil da capital mineira. A temperatura é a maior já registrada na cidade em novembro deste ano, batendo o recorde desse domingo (12), quando os termômetros atingiram 36,1°C.

As altas temperaturas na capital mineira são causadas por uma onda de calor que atinge grande parte do país. Além de BH, cidades como São Paulo e Rio de Janeiro também registraram temperaturas perto dos 40ºC. E a previsão é que os termômetros continuem nas alturas durante a semana.

Giullia Gurgel é estudante de jornalismo e estagiária da Itatiaia.
Leia mais