Ouvindo...

Times

Casal líbio-brasileiro que teve etiquetas de malas trocadas é preso na Turquia

Nomes foram colocados em bagagens com 43 kg de cocaína

O casal líbio-brasileiro que teve as etiquetas das malas trocadas por outras com 43 kg de cocaína foi preso nessa quinta-feira (30), na Turquia, durante uma audiência do caso. Segundo a Polícia Federal (PF), os dois foram vítimas de um golpe. Não há investigação contra eles no Brasil.

A viagem do casal do Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, foi em outubro do ano passado. Na ocasião, eles desembarcaram em Istambul e depois foram para a Líbia, onde estavam morando.

O casal só descobriu a situação das malas no começo de 2023, quando Ahmed Hasan foi sozinho para a Turquia e, lá, acabou detido e impedido de sair do país.

A mulher dele, Malak Treki, foi ao país, voluntariamente, para a audiência, e também foi detida. Eles respondem processo por tráfico internacional de drogas. O casal tem dois filhos com menos de três anos.

De acordo com a advogada do casal no Brasil, Luna Provázio, eles foram vítima do chamado “golpe da mala”, cometido por quadrilhas que atuam em aeroportos internacionais para traficar cocaína. Em março deste ano, duas brasileiras ficaram quase 40 dias presas na Alemanha também vítimas do golpe.

“Em ambos os casos, os passageiros são inocentes e não têm nenhum envolvimento com o crime, conforme relatório emitido pela Polícia Federal após ampla investigação. O casal Ahmed e Malak é considerado inocente pela Polícia Federal. Não há inquérito policial e nem processo contra eles no Brasil. Eles também não possuem antecedentes criminais”, afirmou a advogada, por meio das redes sociais.

Segundo ela, a Justiça Turca justificou a prisão do casal em dois principais aspectos: pelo fato de eles serem estrangeiros e terem o risco de fugirem da Turquia e pelo fato de serem acusados de tráfico internacional de 43kg de cocaína (mesma quantidade colocada pela quadrilha no crime que ocorreu na Alemanha).

“Ambos os argumentos são totalmente infundados, pois o casal sempre contribuiu com a investigação e a Sra. Malak, inclusive, foi pessoalmente para a Turquia participar da audiência por livre e espontânea vontade”, disse a advogada. A equipe de defesa deles na Turquia entrou com recurso para reverter as prisões.

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais