Ouvindo...

Times

Mineira que recebeu transplante de coração após 2 meses internada manda mensagem para Faustão

Lavínia, de 11 anos, nasceu com uma doença grave no coração e convidou Fausto Silva para participar da campanha por doação de órgãos; apresentador está na fila de transplante

A piora no estado de saúde de Faustão gerou comoção entre famosos, fãs do apresentador e também em quem já passou pela mesma situação do artista. Uma mineira de 11 anos que ficou dois meses internada à espera de um transplante de coração resolveu mandar uma mensagem de apoio para Fausto Silva e convidá-lo para fazer parte da campanha de doação de órgãos.

A pequena Lavínia, nascida em Medeiros, no Oeste de Minas, nasceu com miocardiopatia hipertrófica, uma doença que leva ao desenvolvimento excessivo do músculo do coração. Ela recebeu o novo coração no fim de maio e, em um vídeo enviado à Itatiaia nesta segunda-feira (21), mandou um recado para Faustão. Assista:

A mineira afirma que continua em campanha pela doação de órgãos mesmo após receber o transplante e convidou Fausto Silva para apoiar a causa, para que mais pessoas tenham a mesma chance que ela teve. Além disso, Lavínia fez questão de mandar energias positivas para o apresentador pelas redes sociais, onde acumula quase 180 mil seguidores.

Coração para Lavínia

Lavínia nasceu com miocardiopatia hipertrófica, uma doença grave que leva ao desenvolvimento excessivo do músculo do coração. Com três anos, a menina colocou um marcapasso no coração e, nos anos seguintes, passou a frequentar hospitais e passar muito tempo internada.

Lavínia e a mãe, a dentista Michelle Cruvinel, criaram um perfil no Instagram para compartilhar a rotina de quem esperava por um transplante e também incentivar a doação de órgãos. Lavínia já tem quase 180 mil seguidores no perfil.

Em abril, ela foi internada após complicações da doença e ficou sabendo que só sairia do hospital após receber um transplante. O coração novo chegou no fim de maio e ela teve alta um mês depois. Mesmo após o transplante, ela segue fazendo campanha pela doação de órgãos e compartilhando histórias dela e de outras pessoas que passam pela mesma situação.

Jornalista formado pela UFMG, com passagens pela Rádio UFMG Educativa, R7/Record e Portal Inset/Banco Inter. Colecionador de discos de vinil, apaixonado por livros e muito curioso.
Leia mais