Ouvindo...

Times

Garota de programa é presa após atender 211 clientes mesmo tendo HIV; entenda

‘Atendimento’ feito por Linda Leccesse, de 30 anos, não tinha garantia de uso de preservativos; Departamento de Saúde tenta contato com clientes da acompanhante

Uma garota de programa de Ohio, nos Estados Unidos, é acusada de ter feito sexo com mais de 200 clientes mesmo sabendo que possuía HIV, o vírus causador da Aids. Segundo a investigação, Linda Leccesse não revelou o diagnóstico para nenhum dos seus clientes. A garota de programa de 30 anos acabou sendo presa por policiais do Condado de Washington.

Segundo as autoridades, Linda teve relações sexuais com 211 clientes de vários estados desde 1º de janeiro de 2022, data em que ela fez o teste e descobriu que era portadora do vírus do HIV. A maior parte desses clientes foi atendida na Market Street, na pequena cidade de Marietta. Segundo a investigação, não havia garantia de sexo protegido e as pessoas possivelmente infectadas podem estar espalhadas por toda a Costa Oeste dos Estados Unidos.

Leia também

Mark Warden, vice-chefe do Gabinete do Xerife do Condado de Washington, afirma que sua equipe vai entrar em contato com ‘indivíduos locais específicos’, mas pede para que qualquer pessoa que tenha tido relações sexuais com Linda procure as autoridades e seja ‘brutalmente honesta’.

‘O Departamento de Saúde de Marietta/Belpre é uma zona livre de julgamentos com total confidencialidade’, declarou Barbara Bradley, administradora do Departamento de Saúde de Marietta e Belpre.


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista formado pela UFMG, com passagens pela Rádio UFMG Educativa, R7/Record e Portal Inset/Banco Inter. Colecionador de discos de vinil, apaixonado por livros e muito curioso.
Leia mais