Ouvindo...

Times

Vôlei: Thaisa, do Minas, detona quadra do Maringá e cobra CBV

Central também reclamou da iluminação do Ginásio Chico Neto

Palco da partida entre Maringá e Minas, válida pela terceira rodada da Superliga Feminina, o Ginásio Chico Neto foi criticado por Thaisa. A central utilizou as redes sociais para reclamar da condição da quadra e também da iluminação do local. O jogo está marcado para às 21h (de Brasília) desta terça-feira (21)

Bicampeã olímpica com a Seleção Brasileira e convocada nas últimas listas de José Roberto Guimarães, a jogadora cobrou a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). A atleta questionou se a entidade não deveria fiscalizar o ginásio.

“Vocês não deveriam estar atentos e “fiscalizar” esse tipo de coisa?? Tivemos q colocar fita adesiva para evitar acidente ... sem contar a iluminação... o tanto que é escuro e quanta sombra que tem dentro da quadra. Pelo amor de Deus”, escreveu.

No vídeo publicado nas redes sociais, Thaisa mostra o piso da quadra se soltando. Na narração, a atleta diz que a situação piora com os saltos. O registro foi feito no treino do Minas realizado na manhã desta terça-feira, antes do jogo.

“Como pode um piso assim? Numa boa, gente. Quando a gente pula, piora. Ele está levantando. A gente tropeça. Fora a sombra que faz. Aqui é tão escuro. Olha o tanto de sombra que faz”, disse.

Outro lado

Em contato com a reportagem, a assessoria do Maringá informou que a quadra foi lavada nessa manhã. Nesse processo, a fita que prende o tapete teria se soltado. O clube ainda informou que os reparos estão sendo feitos para que a quadra esteja apta para receber o jogo.

Também procurada, a CBV divulgou nota. Leia abaixo:

A CBV avalia com cuidado e atenção todas as críticas e sugestões recebidas, principalmente no que se refere à integridade dos atletas e à qualidade de suas competições.

Assim, a CBV está analisando todas as questões levantadas sobre as rodadas iniciais da Superliga 2023/24.

A Superliga é uma competição esportiva de grande porte, com cerca de 300 jogos em 22 ginásios de cidades de várias regiões do Brasil.

É um evento de organização e operação complexas, que incluem desafios relacionados à estrutura dos ginásios; recursos tecnológicos de iluminação, transmissão e equipamentos de aferição técnico-esportiva; logística das equipes e até mesmo as recentes interferências climáticas.

O regulamento da Superliga é claro no que se refere a responsabilidades. É uma competição que tem uma alta exposição, sendo organizada e fiscalizada pela CBV, que conta sempre com o olhar apurado das equipes, seus supervisores, treinadores, comissões técnicas e atletas na observação do que pode ser melhorado e corrigido. É esse o nosso foco de trabalho. Assim, a CBV está empenhada em reduzir os problemas de sua responsabilidade e em cobrar ações reparadoras nos demais casos.

Na questão específica do piso do ginásio em Maringá, estamos em contato com a direção da equipe. Na temporada passada, não tivemos reclamação oficial sobre problema similar.

Apuramos que o problema ocorreu hoje, terça-feira, dia 21/11, no treino da manhã. No treino oficial do dia 20/11, não houve qualquer questionamento.

Fomos informados que, após o treino de ontem, durante a limpeza do piso e ajustes nos adesivos e fitas, um funcionário utilizou água em excesso, o que provocou danos na fita dupla face e umidade no sub piso. Essa condição resultou nos problemas identificados hoje. Ações para reparar o piso já estão sendo realizadas.

A CBV está em permanente contato com o delegado técnico presente ao evento, uma vez que o regulamento da competição prevê que as instalações de treino tenham a mesma condição das instalações de jogo, e que essa condição possibilite a qualidade técnica da partida sem gerar risco à segurança dos jogadores.

Lamentamos os problemas detectados no piso da quadra pela manhã e confiamos que o problema estará solucionado até o início da partida.

Hugo Lobão é repórter multimídia do portal Itatiaia Esporte. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, passou por Hoje Em Dia, Record e Globo Esporte. Amante de esportes olímpicos.
Leia mais