Ouvindo...

Times

Após vitória contra a Ucrânia, Brasil pode ter três ‘finais’ no Pré-Olímpico de Vôlei; entenda

Seleção Brasileira depende de si mesma para garantir vaga nos Jogos Olímpicos de Paris 2024

O triunfo do Brasil sobre a Ucrânia nessa quarta-feira (4) deu mais um dia de alívio aos torcedores brasileiros. Com a vitória, a Seleção Brasileira ainda tem chances de se garantir nos Jogos Olímpicos de Paris via Pré-Olímpico. Para isso, precisa vencer os três próximos confrontos.

O primeiro deles será nesta sexta-feira (6), às 10h (de Brasília), contra Cuba. Rival histórico do Brasil, a Seleção Cubana busca se reestabelecer no cenário do vôlei internacional após grande queda de rendimento e não convocação de atletas importantes. Liderada por Miguel Lopez, ponteiro do Cruzeiro, e Herrera, os cubanos ocupam a vice-liderança do grupo A com nove pontos.

Nas quatro primeiras rodadas, Cuba venceu três adversários em sets diretos. Ao contrário do Brasil que levou duas partidas para o tie-break, a Seleção Cubana passou por Ucrânia, República Tcheca e Catar. A única derrota foi para a Alemanha por 3 a 1.

Em caso de triunfo contra os cubanos, o segundo desafio do Brasil será contra o Irã. As equipes entram em campo neste sábado (7), às 10h (de Brasília). Sétima colocado do grupo A com apenas três pontos, a Seleção Iraniana venceu uma partida na competição, contra o Catar, por 3 a 1.

O último confronto e possivelmente o mais difícil, será contra a Itália, no domingo (8), às 10h (de Brasília). Com grandes talentos internacionais, como o levantador Giannelli e o ponteiro Michieletto, os italianos também buscam afirmação no Pré-Olímpico de Vôlei.

Atualmente, estão fora da zona de classificação para Paris 2024, na terceira colocação com nove pontos. Após vitórias sobre República Tcheca por 3 a 1, Ucrânia e Catar por 3 a 0, a Seleção Italiana perdeu para a Alemanha por 3 a 1.

Graduada em Jornalismo pela PUC Minas e repórter do portal Itatiaia Esporte. Cobre outras modalidades, especialmente vôlei.
Leia mais