Ouvindo...

Times

Caso Wallace: CBV aciona Justiça comum para revogar decisão do COB

Confederação entrou com um pedido de tutela antecipada para voltar a ter acesso aos repasses financeiros

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) acionou a Justiça Comum para tentar revogar a decisão do Conselho de Ética do Comitê Olímpico Brasileiro (Cecob) que afasta a entidade do “sistema olímpico” por seis meses, dentre outras determinações. Na prática, a punição prejudica a entidade que rege o vôlei nacional de diversas formas, principalmente no corte de verbas públicas e privadas.

No pedido de tutela antecipada impetrada na 5ª Vara Cível da Regional de Jacarepaguá, nessa terça-feira (9), a CBV pede a invalidação das determinações do Cecob até o julgamento do mérito. Ainda há o pedido para que o COB recebe uma multa diária se não acate a possível ordem judicial.

A informação sobre o início do processo na Justiça Comum foi antecipada pela Coluna do Ancelmo Gois e confirmada pela Itatiaia.

A severa punição determinada pelo Cecob, que também afasta Wallace por cinco anos das quadras, foi dada pelo COB pela escalação do oposto na final da Superliga Masculina. Na ocasião, o jogador entrou em quadra respaldado por uma decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e marcou o último ponto na partida que deu o título ao Cruzeiro contra o Minas.

Para autorizar que o atleta fosse relacionado, a CBV se baseou em um entendimento da Câmara Brasileira de Mediação e Arbitragem, instituição privada escolhida para avaliar as decisões contraditórias de STJD e Cecob.

Hugo Lobão é repórter multimídia do portal Itatiaia Esporte. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, passou por Hoje Em Dia, Record e Globo Esporte. Amante de esportes olímpicos.
Leia mais