Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Ex-Cruzeiro e Atlético é o favorito para cargo de diretor-executivo no Vasco

Alexandre Mattos, com passagem vitorioso no futebol mineiro e no Palmeiras, foi procurado pela SAF vascaína na última semana

Alexandre Mattos.jpg

Alexandre Mattos deve assumir função no Vasco

Divulgação/Athletico

Antes mesmo de confirmada a demissão de Paulo Bracks, do cargo de diretor-executivo do Vasco, a SAF vascaína já tinha conversas em andamento para seu substituto. E o nome que está encaminhado é o de Alexandre Mattos, ex-Cruzeiro e Atlético, e que está no Athletico.

O clube tem pressa para negociar com o novo nome, já que precisa iniciar o planejamento para 2024. A negociação foi divulgada primeiramente pelo Lance e confirmada pela Itatiaia. Mattos é um dos três nomes que estão na lista, mas ele sempre foi o principal.

A decisão pela saída de Paulo Bracks, juntamente com a ideia de buscar Mattos, foi do CEO do Vasco SAF, Lúcio Barbosa. O dirigente não ficou satisfeito com o desempenho do ex-diretor e aconselhou a 777 Partners, detentora de 70% das ações, a trocar o nome. O pedido foi aceito na semana passada e o clube esperou o final da Série A do Campeonato Brasileiro.

“Já tínhamos conversas sobre os perfis, sobre o que a gente gostaria de fazer diferente. A decisão foi difícil, porque ele é um grande profissional. Muitos o criticaram por ele ter sumido, mas acho que foi um grande ato. Ele apareceu na hora ruim e, quando começou a melhorar, deixou os outros aparecerem. Durante essa madrugada a gente conversou bastante, e a decisão foi tomada”, comentou Lucio.

Em relação a contratação de Mattos, o CEO vascaíno preferiu se esquivar e afirmou que a questão ainda será debatida. Ele traçou o perfil do novo dirigente.

“Vamos falar sobre os nomes posteriormente. Mas isso é importante (que seja alguém com carreira vitoriosa). A decisão tem que ser rápida, devemos anunciar nos próximos dias”, contou.

Carreira de Mattos

Alexandre Mattos começou a carreira como executivo de futebol em 2005, no América. O clube à época estava na Série C e, após cinco anos, conquistou o acesso à elite nacional. Em 2012, o dirigente foi contratado pelo Cruzeiro, que foi bicampeão brasileiro em 2013 e 2014. Em 2016 e 2018, Mattos foi campeão brasileiro com o Palmeiras. Antes de ir para o Athletico, ainda passou pelo Atlético em 2020, conquistando o Campeonato Mineiro.

Desde a saída de Paulo Autuori do clube paranaense, Mattos que era de CEO de Negócios de Futebol e Áreas Nacional e Internacional, também acumulou a função de diretor de futebol.

Jornalista esportivo desde 2006 e com passagens por Lance!, Extra e assessorias de marketing esportivo. É correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Tem pós-graduação em Jornalismo Esportivo e formação em Análise de Desempenho voltado para mercado.
Leia mais