Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Diretor do Vasco quer clube mais forte em 2024 e fala do futuro de Ramón Díaz

Paulo Bracks, diretor executivo da SAF, quer uma Cruz-Maltino lutando na parte de cima na próxima temporada

WhatsApp Image 2023-12-07 at 02.10.42.jpeg

Paulo Bracks espera um Vasco mais forte em 2024

Guilherme Abrahão/Itatiaia

O sentimento de alívio com a permanência do Vasco na Série A do Campeonato Brasileiro também traz o planejamento para 2024. E o diretor executivo do clube, Paulo Bracks, espera uma equipe mais forte e mais competitiva no próximo ano. Segundo ele, após a correção de rota no clube, é hora de subir degraus para o próximo ano.

“A gente precisa e merece subir um andar. Para o ano que vem nós projetamos uma subida de andar. Não vamos ter que trocar 55 peças, e tenho certeza que com o apoio e paixão do torcedor, conseguiremos fazer isso. E conto 100% com a comissão técnica para o ano que vem.”, celebrou o dirigente.

Bracks ainda confirmou que em breve fará uma reunião, entre os dias 11 e 14 de dezembro, com executivos da 777 Partners, detentora de 70% da SAF do clube, para traçar metas esportivas e financeiras do próximo ano.

“Em termos de orçamento, há a reunião da diretoria, que eu não participo e vai ser informado a mim qual vai ser o orçamento. A gente espera um orçamento no mínimo igual a esse ano e não precisaremos investir em quantidade, mas em qualidade. Os próximos passos são minha presença nessa reunião, e queria explicar que é assim que funciona. E também aguardo o orçamento para iniciarmos o planejamento para o ano que vem com reformulação parcial do elenco. E reitero que conto com a comissão para o ano que vem”, comentou.

Futuro de Ramón Díaz

Se o técnico Ramón Díaz não quis falar sobre o seu futuro no clube, mesmo com vínculo até dezembro de 2024, Bracks confirmou que conta com toda a comissão técnica para a próxima temporada e que o planejamento passará por conversas com eles.

“Conto 100% com a comissão técnica e que tem contrato. Acredito que a sinergia que tivemos precisa ser aproveitada para o ano que vem. Ramon é meu vizinho. Se precisar eu travo a saída da garagem (risos). Para o ano que vem, tenho uma viagem programada para a terceira reunião de diretores esportivos da 777. Lá vai ser debatido o planejamento do ano que vem”, destacou.

Para um 2024 melhor, o dirigente acredita que a permanência de Díaz é essencial para o Vasco ser cada vez mais forte.

“Terminamos o ano bem melhor do que começamos. Sou muito otimista com o ano de 2024. Precisávamos dessa permanência que, por momentos, achamos que estava cada vez mais difícil. Antes do jogo com o Cuiabá estava muito difícil. Muito difícil. Muita gente desacreditou, mas não quem estava aqui dentro. Conseguimos essa retomada tirando força sem saber de onde. Evoluímos muito e vamos fazer com que os resultados sejam diferentes. Não vamos precisar mais da frase “no va a bajar” do Ramon. Temos humildade para reconhecer erros e obstáculos”, completou.

Jornalista esportivo desde 2006 e com passagens por Lance!, Extra e assessorias de marketing esportivo. É correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Tem pós-graduação em Jornalismo Esportivo e formação em Análise de Desempenho voltado para mercado.
Leia mais