Ouvindo...

Times

Carille admite estar pressionado em meio à fase negativa do Santos

Treinador do Peixe comentou pressão sofrida por resultados negativos

O técnico Fábio Carille admitiu viver momento de pressão em meio à fase negativa do Santos nesta Série B do Campeonato Brasileiro. Após a derrota por 1 a 0 para o Operário, nesta sexta-feira (14), a quarta consecutiva do clube, o treinador comentou sobre sua situação no cargo.

Brevemente, o treinador admitiu preocupação, mas ressaltou a boa relação com a diretoria do clube. “Futebol é resultado, sei disso. Tenho uma diretoria muito próxima, sabe o que a gente faz. Mas a gente sabe que futebol é resultado, não tem outro caminho”, disse.

A má campanha do Santos nesta Série B sucede um momento positivo da equipe no Paulistão, onde ficou com o vice-campeonato. A queda de desempenho, segundo Carille, está ligada às lesões de importantes jogadores da equipe, sobretudo no ataque.

“Trabalho segue a mesma linha, perdemos jogadores importantes do ataque, trouxemos jogadores que não eram para estar aqui, caso de Pedrinho, Furch e Guilherme que vieram por necessidade. Tomamos um gol de bola parada e a gente sabe que bola parada define. Uma bola que a gente consegue desviar, do banco não tive visão. Nos perdemos no primeiro tempo, não sei se por nervosismo, precisava passar com mais qualidade. Segundo tempo foi no abafa, bola na área do adversário com Furch, Gil, Serginho. Fomos para a pressão, mas infelizmente sem o gol para sair com o ponto daqui”, acrescentou.

O Peixe não conseguiu se impor sobre seu adversário em praticamente nenhum momento do jogo. Mesmo tendo sofrido o gol ainda na primeira etapa, a equipe de Fábio Carille pouco conseguiu se movimentar para furar o bloqueio adversário.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Responsável por acompanhar o dia a dia de Corinthians e Santos pela Itatiaia Esporte. Passagem também como repórter do portal Meu Timão
Leia mais