Ouvindo...

Times

Landim dá detalhes do projeto do estádio do Flamengo no Gasômetro: ‘Grandioso’

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, garante que o clube está pronto e estruturado para avançar com o projeto da construção do estádio próprio

A segunda-feira (24) promete ser histórica para o Flamengo. A Prefeitura publicará no Diário Oficial do Rio de Janeiro a desapropriação do terreno do Gasômetro, no bairro de São Cristóvão, que irá a leilão e tem tudo para receber o estádio próprio do clube carioca. O presidente Rodolfo Landim detalhou o projeto definido como “grandioso”.

“O projeto é grandioso como tudo o que o Flamengo entra. Será excelente para o Rio de Janeiro”, afirmou o dirigente em entrevista à FlaTV.

O Flamengo tem um projeto adiantado, mas importantes definições dependem da publicação da Prefeitura, que tornará oficial, por exemplo, o tamanho do terreno que irá a leilão.

Leia também

Ao anunciar a decisão de desapropriar o Gasômetro, o prefeito Eduardo Paes (PSD) antecipou que um centro de convenções faz parte do projeto. Rodolfo Landim falou sobre outras opções.

“Quando o Flamengo mostrou o projeto, que já temos bastante adiantado, do estádio naquele local ao prefeito, nós mostramos isso (construção de um centro de convenções). Uma série de atividades que podem estar contidas no estádio, que podem ser desenvolvidas ali. E serão, para desenvolver a região como um todo. Temos que esperar para ver, de fato, a área que está sendo liberada para nós”, explicou.

“Se for o que mostramos, a ideia é fazer uma grande praça na frente para fazer uma espécie de fan fest, colocar telões eventualmente para que as pessoas possam acompanhar os jogos, com bares, centro de convenções. Tudo dependerá do decreto. O projeto é grandioso como tudo o que o Flamengo entra. Será excelente para o Rio de Janeiro”, completou Landi,.

O Flamengo definiu o Gasômetro como alvo para o projeto ainda em 2022. A diretoria negociou com a Caixa Econômica Federal, dona do fundo de investimentos a qual pertence o terreno de 88 mil metros quadrados na região do Porto Maravilha. Contudo, as partes vivem um impasse em relação ao valor, e a Prefeitura “entrou no circuito” com a desapropriação.

Confira outras respostas de Rodolfo Landim sobre o projeto do estádio do Flamengo:

Conversas com os órgãos públicos
“Já vínhamos conversando com a Prefeitura há muito tempo, mostrando a importância que isso traria para aquela região, a qual a Prefeitura vem tentando melhorar a parte urbana. Não temos a menor dúvida que a presença do estádio trará para aquela área. É bom para todo mundo. Para o Flamengo, para a cidade, para o estado do Rio de Janeiro.”

Próximos passos do clube
"É esperar o que estará escrito no Diário Oficial, mas o Flamengo está preparado para ir em frente na compra desse terreno. Estamos nos preparando há algum tempo para isso. O Flamengo vem se preparando financeiramente há muito tempo e estamos pronto para esse movimento. Estamos prontos, a depender do que for decidido, irmos em frente.”

Nome do estádio
“Uma das coisas que pode trazer muitas receitas é a venda dos naming rights. Então, calma. É uma coisa para viabilizar a construção do estádio. Mas eu sei que vão apelidar de alguma coisa. Oficialmente, é importante não chamarmos de nada. Será importante fazermos dinheiro com isso.”


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista e correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Apaixonado por esportes, pela arquibancada e contra torcida única.
Leia mais