Ouvindo...

Times

Goleiros que marcaram época no Cruzeiro exaltam chegada de Cássio à Toca: ‘Sensacional’

Multicampeões pelo clube, Paulo César Borges e Gomes analisaram a contratação do ídolo do Corinthians

Primeiro nome escolhido para reforçar o Cruzeiro na “era Pedro Lourenço”, Cássio terá a missão de se transformar em um ídolo da torcida nas próximas três temporadas. Nome histórico do Corinthians, o goleiro, de 36 anos, chegará à Toca da Raposa II, em Belo Horizonte, com a aprovação de companheiros de posição que marcaram época no clube celeste.

Diante da troca de comando da Sociedade Anônima de Futebol (SAF), o Cruzeiro agiu rapidamente no mercado e acertou a contratação de um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro. Na capital mineira, Cássio poderá repetir feitos de personagens que eternizaram gerações, como Dida e Fábio.

Para explicar os impactos da contratação de Cássio, a Itatiaia ouviu dois ex-goleiros históricos do Cruzeiro: Paulo César Borges, personagem icônico na década de 1990, e Gomes, campeão da Tríplice Coroa, em 2003.

Opinião de Paulo César Borges

Segundo Paulo César Borges, o Cruzeiro terá um sistema defensivo mais seguro com a chegada de Cássio. Na opinião dele, a experiência do ídolo corintiano pode ser fundamental para o time celeste dentro de campo.

“Foi uma grande contratação. O Cássio tem uma história no Corinthians, ficou muitos anos. É um jogador que esteve na Seleção Brasileira. Dentro de campo, sempre gostei muito. Fiquei feliz, principalmente por ter muita experiência e por ser contratado por um grande clube como o Cruzeiro. Vai dar certo. Com certeza, vai dar uma segurança para o grupo. O que vale dentro do gol é a liderança, é a experiência. O Cássio tem tudo isso”, afirmou.

À reportagem, Paulo César também destacou que Cássio pode impulsionar o Cruzeiro a grandes títulos, sejam eles nacionais ou internacionais. Na sequência da temporada, os comandados de Fernando Seabra disputam a Série A do Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana.

“Ele é goleiro para ser titular, não é para ser reserva. Não tem como contratar um goleiro desse nível para ficar no banco. O Cruzeiro tem esse peso, esse nome de títulos. É uma contratação de peso muito bem feita. O grupo vai aceitar, porque é um ídolo, um atleta com muita história e títulos. Tenho certeza que o Cruzeiro vai chegar nos torneios para vencer e ser campeão, tem que pensar assim”, ressaltou.

Ao longo de duas passagens (1989 a 1993 e 1998), Paulo César Borges disputou 263 partidas pelo Cruzeiro e conquistou sete títulos, incluindo duas Supercopas da Libertadores (1991 e 1992) e uma Copa do Brasil (1993).

Opinião de Gomes (Tríplice Coroa)

Peça importante no ano mágico de 2003, Gomes também aprovou a contratação do goleiro por parte do Cruzeiro. Um detalhe curioso é que, na temporada 2007/2008, o ídolo cruzeirense deu o aval para a chegada de Cássio, à época com 20 anos, ao PSV, da Holanda. Naquela ocasião, Gomes era titular da equipe europeia e a diretoria já planejava um substituto.

“O Cruzeiro está assinando com um goleiro da prateleira de cima. Eu sou suspeito para falar, porque o Cássio, quando foi pro PSV, eu que dei o aval para assinar. Eu estava na época lá, a gente viu ele no Sul-Americano e me perguntaram se ele tinha qualidade para jogar no PSV. Eles já estavam preparando o terreno para quando eu saísse. Infelizmente, ele não teve as oportunidades que precisava, voltou para o Corinthians e se tornou o goleiro que é", disse.

De acordo com Gomes, o Cruzeiro só tem a ganhar com a chegada do ex-corintiano.

“Estou muito feliz mesmo por estar vindo para o Cruzeiro, até porque ele é um cara sensacional e um grande profissional. Tenho certeza que o Cruzeiro está contratando um goleiro que, além de passar confiança, que é importante, tem a experiência e a qualidade dele. É um goleiro sensacional. A gente espera que ele tenha muito sucesso no Cruzeiro”, encerrou.

Pelo Cruzeiro, de 2002 a 2004, Gomes entrou em campo 110 vezes e foi campeão dos seguintes torneios: Campeonato Brasileiro (2003), Copa do Brasil (2003), Supercampeonato Mineiro (2002), Copa Sul-Minas (2002) e duas edições do Campeonato Mineiro (2002 e 2004).

Chegada de Cássio ao Cruzeiro

Acertado com o Cruzeiro, Cássio tem chegada prevista para o início da próxima semana. Apesar da alta expectativa de parte da torcida, o goleiro só poderá defender o time celeste a partir de julho, quando será aberta a janela de transferências.

Na reta inicial de adaptação, o Cruzeiro pretende fazer trabalhos específicos para Cássio ganhar ritmo de jogo, já que vinha sendo reserva de Carlos Miguel nos últimos duelos do Corinthians.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Leonardo Garcia Gimenez é repórter multimídia na Itatiaia. Natural de Arcos-MG e criado em Iguatama-MG. Passou também pela Record Minas.
Leia mais