Ouvindo...

Times

Caso VaideBet: Polícia suspeita que vice do Corinthians contratou detetive particular

Armando Mendonça, vice-presidente do Corinthians, teria contratado empresa para investigar o caso

A suspeita de lavagem de dinheiro no acordo entre o Corinthians e sua ex-patrocinadora máster, a VaideBet, segue gerando novos capítulos. Neste domingo (23), o programa “Fantástico”, da TV Globo, revelou que Armando Mendonça, segundo vice-presidente do Corinthians, é suspeito de ter contratado um detetive particular para investigar o caso.

A investigação busca entender onde foi parar o dinheiro repassado pela Rede Social Media Design LTDA (intermediadora do acerto entre Corinthians e Vaidebet) à empresa Neoway Soluções Integradas, definida como uma “empresa de fachada”.

Quem está registrada como dona da empresa é Edna Oliveira dos Santos, que desconhece qualquer envolvimento com o caso. Moradora de Peruíbe, no litoral de São Paulo, recentemente ela recebeu Adraina Ramuni, funcionária da Vênus, empresa de investigação particular.

Armando Mendonça, recentemente, disse que alertou o presidente Augusto Melo sobre a suposta “laranja” no caso VaideBet. Ele afirmou que Augusto Melo estava ciente das acusações de repasses do intermediário de contrato com a VaideBet ainda em maio

Armando já revelou, também, que se encontra em uma relação estremecida com o presidente do Timão, Augusto Melo. “Nunca fui consultado para dar nenhuma opinião em cinco meses. Cheguei e fiquei encostado. Por não ser da minha característica ficar sem fazer nada, fui ajudando quem pedia ajuda, conselheiro, um sócio, um problema ali, ajudando um departamento”, disse Armando, recentemente, ao “GE”.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Responsável por acompanhar o dia a dia de Corinthians e Santos pela Itatiaia Esporte. Passagem também como repórter do portal Meu Timão
Leia mais