Ouvindo...

Times

Emprestado pelo Atlético, meia pede desculpas após eliminação do Ceará

Muito vaiado pelos torcedores, Bruninho viraliza nas redes ao não cumprimentar companheiro após derrota para o CRB; jogador se pronuncia via rede social

Bruninho, de 24 anos, entrou no segundo tempo na derrota do Ceará para o CRB na noite de quinta-feira (23), na Arena Castelão, na capital cearense, e toda vez que encostava na bola era vaiado pelos torcedores. Ao final do jogo, irritado, o meia deixou de cumprimentar o companheiro Facundo Barceló, que estendeu a mão a ele. A imagem viralizou nas redes sociais.

Por uma rede social, Bruninho pediu desculpas pelo gesto. O jogador está emprestado ao Vozão pelo Atlético, clube que o revelou, até o fim de 2024, depois de fazer uma boa temporada em 2023 pelo Guarani, rival do time cearense na Série B do Brasileiro. Ele fez 13 jogos pelo Ceará na temporada, sem gol ou assistência.

“Ao meu irmão Facundo Barceló, minhas sinceras desculpas em relação ao episódio referente à saída do jogo. Tudo isso não condiz com a forma que fui criado, estava de cabeça quente com tudo que envolveu a partida de hoje. Sigo focado e engajado com todos os objetivos do clube. Estamos juntos, meu amigo”, escreveu Bruninho.

O Ceará foi eliminado pelo rival alagoano na terceira fase da Copa do Brasil, e ao final do jogo o time todo e o técnico Vágner Mancini também foram vaiados e xingados. Na entrevista coletiva, o técnico admitiu não entender o motivo de a torcida direcionar críticas a Bruninho.

“Sobre o Bruninho, não sei. Não entendo porque as vaias foram direcionadas a ele. No meu caso, sou xingado há 41 anos”, disse Mancini, de 57 anos, e que foi jogador antes de ser treinador.

Eliminado da Copa do Nordeste e da Copa do Brasil, o Ceará terá até o fim de 2024 apenas a disputa da Série B, seu principal objetivo no ano em busca de voltar à Série A. Após seis rodadas, o time está na 8ª colocação, com nove pontos. Neste domingo (26), às 18h30 (de Brasília), o confronto, pela 7ª rodada, será contra a Chapecoense, na Arena Castelão, em Fortaleza.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Formado em jornalismo pela PUC-Campinas em 2000, trabalhou como repórter e editor no Diário Lance, como repórter no GE.com, Jornal da Tarde (Estadão), Portal IG, como repórter e colunista (Painel FC) na Folha de S. Paulo e manteve uma coluna no portal UOL. Cobriu in loco três Copas do Mundo, quatro Copas América, uma Olimpíada, Pan-Americano, Copa das Confederações, Mundial de Clubes, Eliminatórias e finais de diversos campeonatos.
Leia mais