Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Atacante processa Ceará em R$ 5,4 milhões; clube alega abandono de emprego

Leandro Carvalho, ex-América, abriu ação trabalhista em que cobra salário, FGTS e danos morais; Vovô também vai judicializar por rescisão

O atacante Leandro Carvalho acionou a Justiça cobrando R$ 5,4 milhões do Ceará em direitos trabalhistas, como salários atrasados e falta de depósitos de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), além de danos morais. A diretoria do clube alega abandono de emprego e promete também acionar o judiciário para romper o contrato válido até dezembro de 2023.

O processo foi ajuizado pelo advogado de Carvalho em 22 de junho, e uma audiência de conciliação já está marcada para 22 de agosto na 4ª Vara do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região. Nas redes sociais, Carvalho publicou que esteve na sede do clube nesta quarta-feira (12) - ele postou foto com jogadores e funcionários, mas não trajava roupa de treinos.

Na terça-feira (11), na edição impressa do jornal cearense “O Povo”, a diretoria do Ceará publicou um “chamamento ao emprego”, uma notificação a Leandro Carvalho que, segundo o clube, abandonou o trabalho em 22 de fevereiro. Se ele não aparecesse no CT de Porangabuçu em 48 horas, o clube iria à Justiça para rescindir o contrato.

Ele apareceu, mas depois do processo trabalhista aberto a diretoria do Ceará entendeu que o vínculo não deve ser mantido e por isso a rescisão deve ser tratada judicialmente. “O clube não vai se manifestar agora, existe toda uma situação que está sendo preparada para a rescisão do atleta, mas o que posso lhe antecipar é que essa rescisão vai acontecer de forma judicial”, disse Fred Bandeira, diretor jurídico do Ceará, em entrevista à Rádio O Povo/CBN na terça-feira (11).

Leandro Carvalho retornou ao Ceará em janeiro para sua quarta passagem, após ser emprestado, entre 2021 e 2022, a América, Náutico, Remo e futebol do Catar. Entre 2017 e 2021, ele saiu e voltou ao Vovô por três vezes, todas com bom rendimento e que o fez se tornar querido pelos torcedores.

Mas desta vez, não deu certo: Carvalho fez só um jogo, pelo Campeonato Cearense, em janeiro, e desde fevereiro, segundo o Ceará, não apareceu mais para treinar. No processo, o jogador alega não ter recebido valores desde 2022, quando esteve emprestado ao Náutico e ao Remo.

Formado em jornalismo pela PUC-Campinas em 2000, trabalhou como repórter e editor no Diário Lance, como repórter no GE.com, Jornal da Tarde (Estadão), Portal IG, como repórter e colunista (Painel FC) na Folha de S. Paulo e manteve uma coluna no portal UOL. Cobriu in loco três Copas do Mundo, quatro Copas América, uma Olimpíada, Pan-Americano, Copa das Confederações, Mundial de Clubes, Eliminatórias e finais de diversos campeonatos.
Leia mais