Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Artur Jorge explica opção por Tiquinho Soares entre os reservas do Botafogo

Após a vitória sobre o Atlético-GO, no Nilton Santos, o treinador português destaca a importância de ter um elenco robusto para a sequência da temporada

O Botafogo venceu o Atlético-GO por 1 a 0, nesta quinta (18), e conquistou os primeiros três pontos no Campeonato Brasileiro. Além de avaliar o desempenho do Alvinegro no Nilton Santos, o técnico Artur Jorge explicou o motivo de ter deixado Tiquinho Soares entre os reservas.

“Temos que avaliar tudo aquilo que é o momento, o contexto. Vínhamos de dois jogos muito exigentes do ponto de vista físico, queríamos poupar mais o Tiquinho nesse jogo. E foi em total consonância com ele, porque conversamos antes, achamos que era melhor, vamos ter domingo mais um jogo, depois Libertadores, Flamengo, uma sequência muito difícil”, explicou Artur Jorge.

Matheus Nascimento foi o escolhido pelo português para iniciar a partida, mas o camisa 90 teve que deixar a partida aos 25 minutos, após sentir dores musculares. Assim, Tiquinho Soares foi acionado. Neste cenário, Artur Jorge explicou a importância de ter um elenco robusto.

“Temos que passar também a mensagem de que temos que ter um elenco capaz e equilibrado para podermos dar respostas às exigências, não pensarmos que temos uma equipe de 11 elementos apenas. Hoje era a ideia, também tinha confiança no Matheus, infelizmente ele saiu muito cedo e não teve oportunidade de agarrar essa oportunidade importante para ele”, avaliou.

O resultado garante os primeiros três pontos do Glorioso na Série A, enquanto o Dragão, com duas derrotas, ocupa a penúltima posição. Veja a classificação completa do Brasileirão.

O Glorioso volta a campo no domingo (21), no Nilton Santos, para enfrentar o Juventude pelo Brasileirão. Na quarta (24), tem jogo decisivo contra o Universtiario-PER pela Libertadores.

Após a partida desta quinta (18), no Nilton Santos, o treinador evitou projetar a partida pelo torneio sul-americano, colocando toda prioridade no próximo compromisso pela Série A.

Leia também

Confira mais respostas de Artur Jorge após a vitória do Botafogo sobre o Atlético-GO:

Cenário desafiador na Libertadores

“Temos um longo caminho a percorrer. Estamos pensando no Juventude, pensaremos na Libertadores depois. É um longo caminho de construção, da equipe comprar a ideia. Há uma entrega e disponibilidade de todo o grupo em fazer o que pedimos. O processo se faz em cima de vitórias. Hoje, a vitória foi o mais importante para que se sustente o que vamos trabalhar daqui para frente.”

Botafogo soube sofrer?

“Soubemos sofrer, temos que saber mandar. Hoje fomos mais sofredores do que mandões. É a cumplicidade que temos, o que sentimos no final, o cumprimento de todos, foi, neste sentido, um passo importante. Nós temos 50% daquilo que é a capacidade para estarmos e fazermos o que nos é exigido. Temos que nos sentir aqui em um porto seguro, temos nos sentirmos um só. O adversário já está do outro lado, não precisa de mais nenhum. A confiança se faz com o tempo. Hoje fica a vitória, com um elenco que está a trabalhar dedicadamente com toda convicção para fazer melhor. É um caminho longo para evoluir e crescer.”

Ambiente positivo no Nilton Santos

"É fundamental para ganhar jogos, o apoio da torcida.Senti a energia que vem de fora, quando é de incentivo, é importantíssimo para empurrar a equipe. É aquilo que quero: ganhar junto dos meus torcedores. É o fato extra que nos faz chegar à vitória.”


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista e correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Apaixonado por esportes, pela arquibancada e contra torcida única.
Leia mais