Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Tchê Tchê minimiza ‘questão emocional’, mas admite cobrança por resposta no Botafogo

Camisa 6 foi um dos titulares na goleada sobre o Aurora, no Nilton Santos, que garantiu a classificação para a terceira fase preliminar da Libertadores

A goleada por 6 a 0 sobre o Aurora-BOL, no Estádio Nilton Santos, pode significar uma virada de chave no Botafogo, que vem lidando com críticas desde a reta final de 2023, com a perda do título do Brasileirão. Após a classificação para a terceira fase preliminar da Libertadores, nesta quarta (28), o volante Tchê Tchê foi questionado sobre o lado emocional do time - e o minimizou, apesar de admitir a cobrança por uma “resposta rápida”.

“Eu não vejo dessa maneira. Muito foi falado sobre coisas emocionais. Tem que virar um pouco a página, já passou. Claro que ficamos chateados por tudo o que aconteceu, mas não podemos remoer isso sempre, dia após dia. Temos que seguir em frente. A gente entende a chateação de todos que aqui dentro todos os dias, como a torcida. A gente entende. Nos dedicamos sempre para vencer, nem sempre acontece. Não tem muita coisa de emocional”, avaliou Tchê Tchê.

“Quando as coisas acontecem como planejamos, com vitórias, ninguém cita isso. Entendemos que há pouca paciência de todos os lados esse ano, temos que dar uma resposta rápida. Temos que seguir”, seguiu.

Antes de iniciar o confronto com o Bragantino, o Glorioso enfrenta o Fluminense na rodada final da Taça Guanabara. O Botafogo não depende apenas de si para avançar às semifinais do Campeonato Carioca. Além da vitória no clássico, precisa contar com um tropeço do Vasco. Confira a tabela e a classificação completa aqui.

Neste cenário, Tchê Tchê evitou projetar o duelo com o Bragantino. A partida de ida será no Estádio Nilton Santos, no dia 6 de março. A volta, no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, será no próximo dia 13.

“Vamos projetar só na semana que vem. Temos um jogo importante no domingo. Vamos pensar primeiro no Fluminense, depois no Bragantino”, completou.

Leia também

Confira outras respostas de Tchê Tchê após a vitória do Botafogo sobre o Aurora, da Bolívia, pela Libertadores:

Impacto da vitória na confiança do time

“Confiança tem que se manter inabalável. A gente sabe que depende muito dos resultados, mas trabalhamos sempre pelo resultado bom. Às vezes, não acontece como a gente planeja, mas a confiança tem que seguir.”

Substituição após pancada

“Vamos ver como vou acordar. Tomei uma porrada ali. Veio em um ponto cego, não vi ele chegando. Estava com o corpo relaxado, mas acho que está tranquilo.”

Importância do clássico com o Fluminense

“Não temos que nos pressionar muito. É um jogo importante como os outros foram. Toda quarta e domingo tem jogo importante. É um jogo muito tático, a gente sabe que eles jogam de uma maneira diferente. Vamos nos preparar da melhor maneira.”

Mudança após saída de Tiago Nunes

“Não teve nada a ver. Não tenho nada para falar sobre isso. Demissão de treinador é parte da diretoria. Temos só que respeitar e fazer o que for proposto por quem estiver no cargo.”

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Jornalista e correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Apaixonado por esportes, pela arquibancada e contra torcida única.
Leia mais