Ouvindo...

Times

Autor de gol polêmico, Renato Marques evita entrevistas após vitória do América

Jogador do Coelho fez gol com goleiro do Santos caído após lesão e gerou revolta dos adversários

Autor de gol polêmico na noite desta sexta-feira (24), no Independência, em Belo Horizonte, o atacante Renato Marques não quis falar com a imprensa após a vitória do América por 2 a 1 sobre o Santos, pela 7ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

A Itatiaia flagrou o jogador deixando o gramado após a partida. Renato Marques cumprimentou funcionários do clube e recusou entrevistas antes de entrar no vestiário do estádio. Veja abaixo.

Renato Marques abriu o placar do jogo no primeiro tempo, em lance que o goleiro João Paulo, do Santos, se machucou. O jogador do Peixe saiu do campo de maca.

João Paulo se machucou e perdeu a posse da bola. Renato Marques, do América, recuperou e tocou para o gol do vazio. Houve muita confusão após o gol, já que os atletas do Santos reclamaram de falta de fair play.

Pontos diferentes

Juninho, capitão do América, admitiu erro da equipe mineira no lance. “Acho que erramos quando se fala de fair play. Alguns dias falei sobre a tragédia de Porto Alegre e cobrei para sermos seres humanos melhores. E falhamos. Nós falhamos. Foi isso. Acabou que fizemos o gol dessa forma. Espero que não seja na grave com o João Paulo. Peço desculpas a todos”, falou ao final do primeiro tempo.

Já Alê, meio-campista do América e um dos destaques da partida no Independência, disse que os jogadores de futebol precisam parar de ser hipócritas.

“Eu pedi o espaço aqui para falar duas coisas. Primeiro, que nos programas de amanhã vocês falem do desempenho do América-MG, não do lance específico (primeiro gol do América, na lesão de João Paulo). Com todo respeito ao Santos, o América deu um chocolate no Santos hoje. Era jogo para 3 ou 4. Só que amanhã eu vou ligar a TV e vou ver muitos falando apenas do lance. Sobre o lance: o jogador brasileiro tem que parar de ser hipócrita. Todos os jogadores do Santos me criticaram porque eu achei que o Renato tinha que fazer o gol. É um lance muito rápido, é um jogo importante, o João Paulo teve a chance de jogar a bola para fora e não jogou”, disse Alê.

“Logo em seguida, em um contra-ataque do Santos, o Patati se machucou e eles não jogaram a bola pra fora. Eu falei para eles: ‘Tá vendo? É a mesma coisa. O JP Chermont tentou fazer o gol porque viu que tinha vantagem’. Eles me falaram que fizeram isso por causa do lance do Renato. Mas eu acho que o caráter de um atleta não pode depender do erro do outro. Se eu acho que uma pessoa errou, não é por isso que eu vou errar também. O que define meu caráter é a minha opinião, não o que o outro faz. Então, espero que essa polêmica não exista amanhã e que falem do desempenho do América. Eles (Santos) estão tentando apagar o que o América fez hoje, mas não vão conseguir”, completou.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Túlio Kaizer é jornalista esportivo com grande experiência no digital. Foi setorista dos três grandes clubes do futebol mineiro: América, Atlético e Cruzeiro. Cobre também basquete, vôlei, esportes americanos, esportes olímpicos e e-sports.
Jornalista formado na PUC Minas. Experiência com reportagens, apresentação e edição de texto em televisão, rádio e web. Vivência em editorias de Cidades e Esportes.
Leia mais